Governo vai elaborar plano de ajuda ao Rio na área social

Segundo o ministro da Cultura, a proposta é incentivar a geração de emprego e renda

O governo federal constituiu hoje (26) grupo de trabalho para implementar ações nas áreas sociais de cultura, turismo e esporte que contribuam para o desenvolvimento no Rio de Janeiro. A proposta é incentivar a geração de emprego e renda, de acordo com o ministro da Cultura, Sérgio Sá Leitão.

O grupo é integrado pelos ministérios da Cultura, Turismo, Esporte, Ministério de Desenvolvimento Social (MDS) e Embratur. A coordenação é do ministro da Secretaria-Geral da Presidência da República, Moreira Franco.

Segundo o ministro da Cultura, a ideia é que sejam elaboradas ações de curto prazo com impacto imediato. Como exemplos de atividades que podem integrar o plano, Sá Leitão citou a elaboração de calendários esportivo e de eventos no Rio.

Na próxima segunda-feira (31), integrantes das pastas vão apresentar as propostas de ações. A ideia, segundo Sá Leitão, é que o plano seja executado de forma integrada entre o governo federal e os governos estadual e municipal do Rio de Janeiro. O ministro informou que vai buscar também o apoio da iniciativa privada.

Sá Leitão lembrou que já existem ações do governo federal para a área de segurança pública no Rio de Janeiro e que o grupo formado hoje, com atividades previstas na área social, vai complementar a atuação feita em outras áreas.

"É um programa que está sendo construído com ações integradas, que de um lado envolvem a questão segurança e do outro, questões relacionadas à geração de emprego e renda e, portanto, a retomada no desenvolvimento no Rio", disse.

Participaram da reunião, além de Moreira Franco e Sá Leitão, os ministros do Desenvolvimento Social, Osmar Terra; do Esporte, Leonardo Picciani; o presidente da Embratur, Vinícius Lummertz, um representante do Ministério dos Transportes e do Turismo.

Obrigado por ler a EXAME! Que tal se tornar assinante?


Tenha acesso ilimitado ao melhor conteúdo de seu dia. Em poucos minutos, você cria sua conta e continua lendo esta matéria. Vamos lá?


Falta pouco para você liberar seu acesso.

exame digital

R$ 3,90/mês
  • R$ 9,90 após o terceiro mês.

  • Acesse quando e onde quiser.

  • Acesso ilimitado ao EXAME Invest, macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo e tecnologia.
Assine

exame digital anual

R$ 99,00/ano
  • R$ 99,00 à vista ou em até 12 vezes. (R$ 8,25 ao mês)

  • Acesse quando e onde quiser.

  • Acesso ilimitado ao EXAME Invest, macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo e tecnologia.
Assine

Já é assinante? Entre aqui.