Governo foge da discussão sobre violência, diz Campos

O ex-governador de Pernambuco defendeu a criação de um Sistema Nacional de Segurança Pública que integre União, estados e municípios

Rio de Janeiro - Ao fim de uma visita de pouco mais de uma hora ao Centro Cultural AfroReggae, na favela de Vigário Geral, na zona norte do Rio, o pré-candidato do PSB à Presidência da República Eduardo Campos disse nesta terça-feira que o governo federal foge da discussão sobre violência e é omisso no combate a ela.

O ex-governador de Pernambuco defendeu a criação de um Sistema Nacional de Segurança Pública que integre União, estados e municípios, nos moldes do que já existe nas áreas de assistência social e saúde.

"O governo federal corre desse tema, se omite. Não pode ter sistema (de segurança) só quando tem Copa do Mundo", afirmou o ex-governador depois de conhecer várias iniciativas do grupo cultural criado logo após a chacina de Vigário Geral, em 1993, quando 21 pessoas foram assassinadas na comunidade.

"Essa é uma bela experiência de como uma cultura pode salvar vidas", afirmou o pré-candidato.

Entre outras atividades, o Afroreggae desenvolve um programa de inserção social de ex-presidiários e de resgate de jovens que trabalham para o crime organizado.

Eduardo Campos lembrou que a droga é uma das grandes responsáveis pelo crescimento da violência e criticou o governo pelo que considerou "policiamento deficiente" das fronteiras.

O pré-candidato socialista estava acompanhado da candidata a vice em sua chapa, Marina Silva.

Ele viu apresentações de grupos de música, dança e teatro e tentou aprender a manejar uma mesa de som com o DJ Nino Leal, professor do Afroreggae.

Campos terá um encontro hoje com artistas em um restaurante da zona sul do Rio.

Obrigado por ler a EXAME! Que tal se tornar assinante?


Tenha acesso ilimitado ao melhor conteúdo de seu dia. Em poucos minutos, você cria sua conta e continua lendo esta matéria. Vamos lá?


Falta pouco para você liberar seu acesso.

exame digital

R$ 12,90/mês
  • Acesse onde e quando quiser.

  • Acesso ilimitado a conteúdos exclusivos sobre macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo, tecnologia e finanças.
Assine

exame digital + impressa

R$ 29,90/mês
  • Acesse onde e quando quiser

  • Acesso ilimitado a conteúdos exclusivos sobre macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo, tecnologia e finanças.

  • Edição impressa mensal.

  • Frete grátis
Assine

Já é assinante? Entre aqui.