Governo de SP define data para reavaliar a quarentena mais restrita

Desde o dia 25 de janeiro o estado de São Paulo está em uma fase mais restrita da quarentena, com o fechamento do comércio à noite e aos finais de semana

Desde o dia 25 de janeiro o estado de São Paulo está em uma fase mais restrita da quarentena em que bares, restaurantes e shoppings precisam fechar à noite e aos finais de semana. E o governo paulista definiu que vai reavaliar as medidas de restrição no dia 5 de fevereiro, sexta-feira da próxima semana. A nova quarentena vai entrar em vigor a partir do dia 8 de fevereiro.

Ainda não houve impacto significativo na diminuição na média de novos casos, mortes e internações por covid-19 em decorrência dessas restrições. Especialistas em saúde dizem que a resposta é percebida em até 14 dias, por conta do tempo de incubação do coronavírus.

Desde a última reclassificação da quarentena, a taxa de internações em UTI na Grande São Paulo caiu de 71% para 70%. A média diária de novas internações, considerando enfermaria e UTI, passou de 850 para 792. Em todo estado de São Paulo a taxa de ocupação está em 70%.

Diferentemente do início da pandemia, quando a capital paulista tinha o maior número de novos casos, agora, o interior é onde a covid-19 se espalha mais.

“O interior tem 50% da população do estado e 70% dos casos. E dentro disso, a região de Bauru é a que tem a maior ocupação de leitos de UTI [86%]. A nossa preocupação com a região é de forma muito intensa”, disse o secretário de Desenvolvimento Regional, Marco Vinholi, em entrevista coletiva na quarta-feira, 27.

Quarentena que está valendo

Em todo o estado, durante a semana, das 20 horas até as 6 horas somente serviços essenciais podem funcionar, como mercados, farmácias e postos de gasolina. Aos finais de semana, shoppings, bares e restaurantes precisam ficar fechados, assim como os parques.

 (Governo de São Paulo/Divulgação)

Durante o horário comercial, ficam em vigor as regras locais, por região. A Grande São Paulo, por exemplo, está na fase 2 laranja, em uma escala que vai de 1 vermelha - a mais restrita - até a 5 azul. Na fase 2 laranja, o comércio pode funcionar com capacidade reduzida, de 40% (veja as regras abaixo). A volta às aulas, que estava prevista para fevereiro, foi adiada.

Restrições da fase vermelha  | válida para noite e finais de semana

  • Apenas atividades essenciais podem funcionar, como supermercados, farmácias e postos de gasolina
  • Comércio, shoppings, bares e restaurantes precisam ficar fechados
  • Parques ficam fechados

    Restrições da fase laranja 

    • Capacidade de atendimento de comércio de rua, shoppings, salões de beleza e restaurantes é de 40%. Podem abrir por no máximo 8 horas por dia, até as 20 horas.
    • Nas academias a capacidade máxima é de 40%
    • Bares são proibidos de ter atendimento presencial — apenas delivery é permitido
    • Os parques ficam abertos durante a semana

     

    De 0 a 10 quanto você recomendaria Exame para um amigo ou parente?

    Clicando em um dos números acima e finalizando sua avaliação você nos ajudará a melhorar ainda mais.

    Obrigado por ler a EXAME! Que tal se tornar assinante?


    Tenha acesso ilimitado ao melhor conteúdo de seu dia. Em poucos minutos, você cria sua conta e continua lendo esta matéria. Vamos lá?


    Falta pouco para você liberar seu acesso.

    exame digital

    R$ 12,90/mês
    • Acesse onde e quando quiser.

    • Acesso ilimitado a conteúdos exclusivos sobre macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo, tecnologia e finanças.
    Assine

    exame digital + impressa

    R$ 29,90/mês
    • Acesse onde e quando quiser

    • Acesso ilimitado a conteúdos exclusivos sobre macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo, tecnologia e finanças.

    • Edição impressa mensal.

    • Frete grátis
    Assine

    Já é assinante? Entre aqui.