Gean Loureiro, do DEM, é reeleito prefeito de Florianópolis

Candidato democrata foi reeleito em primeiro turno com 53,43% dos votos na esteira de uma gestão tida como bem-sucedida no combate à covid-19

O prefeito atual de Florianópolis, Gean Loureiro (DEM), foi reeleito ao cargo na capital catarinense com 53,43% dos votos. Em segundo lugar ficou Professor Elson, do PSOL, com 18,13% dos votos. Às 20h11 a cidade tinha 100% das urnas apuradas.

A vitória de Loureiro vem na esteira de uma trajetória relativamente bem-sucedida da prefeitura local no combate aos efeitos do novo coronavírus. Em março, no início da pandemia, Florianópolis adotou uma das quarentenas mais restritivas do país.

Onde Paulo Guedes, Rodrigo Maia e Donald Trump se encontram? Nas análises da EXAME Research. Assine e entenda como a política mexe com seu bolso

Ônibus municipais ficaram meses sem rodar pela cidade. Guardas municipais reforçaram a fiscalização sobre o uso de máscara e álcool gel no comércio. Uma estratégia de testagem maciça, envolvendo postos de saúde da rede pública e unidades de saúde privadas, coletou dados de mais de 10% dos 500.000 habitantes da capital catarinense.

Em junho, em meio aos feriados antecipados em São Paulo para conter o avanço da pandemia, a gestão de Loureiro chegou a proibir a entrada de carros com placas de São Paulo, numa tentativa de evitar aglomerações na cidade, um dos destinos turísticos mais badalados do país.

Tudo isso trouxe resultados positivos. Em maio, período com recordes de mortes pela pandemia Brasil afora, Florianópolis ficou um mês sem registrar óbitos pela doença. Em agosto, a cidade foi considerada a capital com a menor mortalidade pela pandemia, com uma taxa de 15 casos para 100.000 habitantes - a média nacional está na cada de 60 casos.

De lá para cá, o relaxamento das medidas de isolamento social impôs novos desafios ao combate à pandemia na cidade. Com alta nos registros de contaminação pela doença, o governo estadual colocou Florianópolis na categoria dos municípios com "risco gravíssimo" de um descontrole na pandemia. Desde o início da pandemia, foram 150 mortes na cidade.

Para além da estratégia de combate à covid-19, Loureiro foi reeleito em primeiro turno em boa medida pelo ritmo intenso de obras no primeiro mandato. Mais de 150 quilômetros de vias receberam asfalto em três anos – o maior programa desse tipo na história da cidade, segundo dados da prefeitura local.

A reeleição de Loureiro ocorre apesar de escândalos durante o primeiro mandato do democrata. Em junho de 2019, Loureiro foi detido pela Polícia Federal na Operação Chabu, que investigou uma suposta estrutura mantida na prefeitura para espionar as ações da Polícia Federal no combate à corrupção na cidade. Loureiro foi solto no mesmo dia. Em junho deste ano, contudo, os desembargadores do 4º Tribunal Regional Federal, em Porto Alegre, rejeitaram as denúncias do Ministério Público Federal contra o prefeito.

Em outubro deste ano, Loureiro foi acusado de estupro por uma ex-funcionária da Prefeitura de Florianópolis. As relações teriam ocorrido em três ocasiões entre 2017 e 2019, em repartições da prefeitura, segundo Boletim de Ocorrência registrado em 9 de outubro. Na ocasião, Loureiro negou as acusações e afirmou que a relação foi consensual. O caso está sendo investigado pelo Ministério Público catarinense.

Obrigado por ler a EXAME! Que tal se tornar assinante?


Tenha acesso ilimitado ao melhor conteúdo de seu dia. Em poucos minutos, você cria sua conta e continua lendo esta matéria. Vamos lá?


Falta pouco para você liberar seu acesso.

exame digital

R$ 1,90

Nos três primeiros meses,
após este período: R$ 15,90

  • Acesse onde e quando quiser.

  • Acesso ilimitado a conteúdos exclusivos sobre macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo, tecnologia e finanças.
Assine

exame digital + impressa

R$ 29,90/mês

  • Acesse onde e quando quiser

  • Acesso ilimitado a conteúdos exclusivos sobre macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo, tecnologia e finanças.

  • Edição impressa mensal.

  • Frete grátis
Assine

Já é assinante? Entre aqui.

Atenção! A sua revista EXAME deixa de ser quinzenal a partir da próxima edição. Produziremos uma tiragem mensal. Clique aqui para saber mais detalhes.
Utilizamos cookies essenciais e tecnologias semelhantes de acordo com a nossa Política de Privacidade e, ao continuar navegando, você concorda com estas condições.