Flávio Dino pede que STF libere a compra de vacinas sem aval da Anvisa

Governador do Maranhão quer comprar vacinas aprovadas por agências internacionais de saúde, dos Estados Unidos, União Europeia, Japão e China

O governador do Maranhão, Flávio Dino (PCdoB), disse que entrou com uma ação no Supremo Tribunal Federal na segunda-feira, 8, pedindo que a corte libere que os estados comprem vacinas contra a covid-19 aprovadas por agências internacionais de saúde, dos Estados Unidos, União Europeia, Japão e China.

Na prática, se o supremo liberasse a aquisição, estados poderiam comprar um imunizante contra o coronavírus sem a autorização da Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa). Mesmo que seja importada, toda vacina precisa estar registrada nos órgão reguladores brasileiros.

O governador, porém, não informou se o pedido de compra inclui ainda a vacinação, que também necessita de aprovação da Anvisa.

Ainda sem registro na Anvisa, SP quer iniciar a vacinação em janeiro

Na segunda-feira, governo de São Paulo anunciou que prevê iniciar a vacinação contra a covid-19 no estado no dia 25 de janeiro de 2021. A aplicação em 9 milhões de pessoas será de forma estadual, a começar pelos idosos e profissionais de saúde. 

Mas a aplicação ainda depende da aprovação e registro da Anvisa. A vacina desenvolvida pelo Butantan, em parceria com o laboratório chinês Sinovac, está na última fase de testes, que devem ser concluídos nos próximos dias.

De acordo com o governador João Doria (PSDB), pelo menos oito estados já pediram para comprar a vacina desenvolvida pelo Butantan. “Reservamos 4 milhões de doses para os estados e municípios que quiserem”, disse.

O prefeito de Curitiba, Rafael Greca (DEM), disse na semana passada que reservou 20 milhões de reais para a compra da vacina e que conversou com o governador de São Paulo. A informação foi confirmada por Doria.

O prefeito eleito do Rio de Janeiro, Eduardo Paes (DEM), também conversou com o governo de São Paulo para adquirir a vacina para os seus cidadão.

Obrigado por ler a EXAME! Que tal se tornar assinante?


Tenha acesso ilimitado ao melhor conteúdo de seu dia. Em poucos minutos, você cria sua conta e continua lendo esta matéria. Vamos lá?


Falta pouco para você liberar seu acesso.

exame digital

R$ 12,90/mês
  • Acesse onde e quando quiser.

  • Acesso ilimitado a conteúdos exclusivos sobre macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo, tecnologia e finanças.
Assine

exame digital + impressa

R$ 29,90/mês
  • Acesse onde e quando quiser

  • Acesso ilimitado a conteúdos exclusivos sobre macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo, tecnologia e finanças.

  • Edição impressa mensal.

  • Frete grátis
Assine

Já é assinante? Entre aqui.