Ex-vice-presidente da Engevix se entrega à PF

O juiz federal Sérgio Moro mandou prender Gérson Almada na segunda-feira, 19, no âmbito da Operação Lava Jato

O ex-vice-presidente da Engevix, Gérson Almada, se entregou à Polícia Federal, em Curitiba, na tarde desta terça-feira, 20. Acompanhado de uma advogada, o empreiteiro chegou ao local usando um moletom e com um capuz cobrindo seu rosto.

O juiz federal Sérgio Moro mandou prendê-lo na segunda-feira, 19, no âmbito da Operação Lava Jato. O magistrado ordenou a execução provisória após condenação pelo Tribunal Regional Federal da 4ª Região (TRF-4).

A sentença de Moro foi reformada na 2ª instância. O Tribunal da Lava Jato aplicou 34 anos e 20 dias a Gérson Almada em 21 de junho de 2017 por corrupção ativa, lavagem de dinheiro e pertinência à organização criminosa.

Ao mandar prender o empreiteiro, Sérgio Moro advertiu que uma eventual alteração no entendimento do Supremo Tribunal Federal (STF) sobre a execução de pena após decisão de 2ª instância seria "desastrosa". O juiz da Operação Lava Jato destacou que a jurisprudência estabelecida pela Corte máxima desde fevereiro de 2016 "é fundamental, pois acaba com o faz de conta das ações penais que nunca terminam".

Obrigado por ler a EXAME! Que tal se tornar assinante?


Tenha acesso ilimitado ao melhor conteúdo de seu dia. Em poucos minutos, você cria sua conta e continua lendo esta matéria. Vamos lá?


Falta pouco para você liberar seu acesso.

exame digital

R$ 3,90/mês
  • R$ 9,90 após o terceiro mês.

  • Acesse quando e onde quiser.

  • Acesso ilimitado ao EXAME Invest, macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo e tecnologia.
Assine

exame digital anual

R$ 99,00/ano
  • R$ 99,00 à vista ou em até 12 vezes. (R$ 8,25 ao mês)

  • Acesse quando e onde quiser.

  • Acesso ilimitado ao EXAME Invest, macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo e tecnologia.
Assine

Já é assinante? Entre aqui.