FRANÇA 2 x 1 DINAMARCA:

França é a primeira classificada para oitavas de final Veja agora.

Para especialistas, BC só altera Selic em 2011

Economistas afirmam que autoridade monetária vai esperar efeitos do atual patamar de juros se manifestarem na economia
Banco Central deve manter juros estáveis em 10,75% ao ano até 2011 (.)
Banco Central deve manter juros estáveis em 10,75% ao ano até 2011 (.)
E
Eduardo TavaresPublicado em 02/09/2010 às 09:08.

São Paulo - O Banco Central (BC) decidiu, na noite desta quarta-feira (1/09), manter a taxa Selic em 10,75% ao ano, interrompendo um ciclo de alta iniciado em abril. Para especialistas, a autoridade monetária deve manter os juros neste patamar até o fim do ano.

Para o economista do Instituto Brasileiro de Economia da FGV (Ibre), Samuel de Abreu Pessoa, o momento ainda é de incerteza. Ele afirma que o BC, diante de sinais ambíguos, precisa descobrir qual a taxa de juros que dê conta de equilibrar oferta e demanda.

"Não conhecemos esta taxa. Só sabemos que ela é maior do que a do nível em que chegou no início da crise (em torno de 8,75% ao ano). Portanto, a tendência é que o BC espere até o próximo ano para ver como a economia se comporta no nível de juros atual", afirma Pessoa.

O presidente do Instituto Brasileiro de Executivos de Finanças (IBEF-SP), Walter Machado de Barros, enxerga um cenário de inflação sob controle, se aproximando da meta, com taxa cambial equilibrada. "Nesta conjuntura, não há porque o banco continuar elevando a Selic. Trabalhamos com a projeção de juros em 10,75% até o fim do ano", diz.

Barros reconhece que o último semestre do ano é propício ao aumento de preços, por conta das compras de fim de ano, impulsionadas pelo 13º salário. Entretanto, ele afirma que estas pressões de demanda não serão suficientes para novos aumentos nos juros.

Leia mais: Copom interrompe ciclo de alta dos juros

Para empresários, fim do ciclo de alta dos juros foi tardio