Embaixada no Egito recomenda que brasileiros evitem tumultos

O porta-voz do ministério, embaixador Tovar da Silva Nunes, disse que a embaixada brasileira será mantida em funcionamento normal

Brasília – Em meio às incertezas no Egito, a Embaixada do Brasil no Cairo recomenda que os brasileiros redobrem o cuidado nos locais em que houver aglomerações e evitem deslocamentos desnecessários. Não há registros de brasileiros feridos ou mortos, segundo o Ministério das Relações Exteriores.

O porta-voz do ministério, embaixador Tovar da Silva Nunes, disse à Agência Brasil que a embaixada brasileira será mantida em funcionamento normal, sem orientações, no momento, para a retirada de funcionários ou a suspensão de atividades.

Um dia depois de as Forças Armadas destituírem o presidente Mouhamed Mursi do poder, o clima de tensão no Egito ainda está presente nas principais cidades. Na Praça Tahrir, no Cairo, símbolo de contestações populares, muitos manifestantes passaram a noite e prometem manter as manifestações ao longo do dia.

A organização não governamental Human Rights Watch denunciou que foram registradas, nos últimos dias, 91 agressões em várias cidades egípcias durante os protestos. O maior número de denúncias foi registrado na Praça Tahir e arredores. Segundo relatos, as vítimas são cercadas por grupos de homens, em geral jovens, que as atacam e rasgam as roupas, depois agridem física e sexualmente.

Nas manifestações, há simpatizantes e contrários a Mursi, assim como defensores do governo do ex-presidente Hosni Mubarak, deposto em fevereiro de 2011, e militares. “A expectativa é que a população egípcia encontre uma solução dentro da ordem democrática para atender às aspirações de uma sociedade mais aberta, mais justa e mais próspera”, disse o porta-voz.

Obrigado por ler a EXAME! Que tal se tornar assinante?


Tenha acesso ilimitado ao melhor conteúdo de seu dia. Em poucos minutos, você cria sua conta e continua lendo esta matéria. Vamos lá?


Falta pouco para você liberar seu acesso.

exame digital

R$ 12,90/mês
  • Acesse onde e quando quiser.

  • Acesso ilimitado a conteúdos exclusivos sobre macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo, tecnologia e finanças.
Assine

exame digital + impressa

R$ 29,90/mês
  • Acesse onde e quando quiser

  • Acesso ilimitado a conteúdos exclusivos sobre macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo, tecnologia e finanças.

  • Edição impressa mensal.

  • Frete grátis
Assine

Já é assinante? Entre aqui.