Brasil

Em Porto Alegre, Defesa Civil alerta para risco de novos temporais com ‘ventos intensos’ e granizo

Eventos climáticos podem acarretar corte de energia, queda de árvores e alagamentos no período da meia-noite até as 12h de domingo

Alerta de temporal: Porto Alegre enfrenta riscos de ventos intensos, granizo e descargas elétricas enquanto ainda lida com consequências das enchentes. (Nelson ALMEIDA/AFP)

Alerta de temporal: Porto Alegre enfrenta riscos de ventos intensos, granizo e descargas elétricas enquanto ainda lida com consequências das enchentes. (Nelson ALMEIDA/AFP)

Agência o Globo
Agência o Globo

Agência de notícias

Publicado em 22 de junho de 2024 às 15h54.

Última atualização em 22 de junho de 2024 às 15h59.

Tudo sobreEnchentes no RS
Saiba mais

A Defesa Civil de Porto Alegre emitiu neste sábado um alerta para riscos de temporal com "ventos intensos", descargas elétricas e eventual queda de granizo na capital do Rio Grande do Sul. Algumas regiões ainda enfrentam as consequências das enchentes que afetam o estado desde abril.

Chuvas no RS: cheia do Rio Caí deixa mais de 700 desabrigados no interior do estado

Previsão e recomendações

Segundo o órgão, as previsões indicam que os eventos climáticos extremos podem ocorrer no período da meia-noite até as 12h de domingo, com volume de chuva de até 45mm por hora e ventos que podem chegar a 70 km/h. A Defesa Civil recomenda que os moradores não enfrentem o mau tempo e busquem abrigos seguros.

Condições climáticas

A capital gaúcha tem clima ameno neste sábado, com poucas nuvens e temperaturas entre 18°C e 27°C.

Impactos e preparativos

A Prefeitura de Porto Alegre informou que os temporais previstos podem provocar transtornos como corte de energia, queda de árvores e alagamentos. A administração municipal terá equipes de prontidão "para atender ocorrências em todas as regiões da cidade".

O nível do Rio Guaíba era de 3,21 metros às 13h deste sábado, dentro da margem considerada de "alerta" para inundações. A rodovia federal BR-290 tem ainda cinco trechos de interdições na capital gaúcha, dos quais dois bloqueios são totais.

Consequências das enchentes

As enchentes que tomaram grande parte do Rio Grande do Sul nos últimos meses ainda afetam 478 municípios e 10.793 pessoas estavam sem abrigo até a divulgação do último boletim elaborado pela Defesa Civil, na semana passada. Ao todo, foram registradas 176 mortes em decorrência das chuvas.

Retomada de voos

Na sexta-feira, o governo federal anunciou que o Aeroporto Internacional Salgado Filho, que está sem receber voos desde 3 de maio, irá retomar os procedimentos de embarque e desembarque de passageiros na primeira quinzena de julho.

Acompanhe tudo sobre:EnchentesEnchentes no RSRio Grande do Sul

Mais de Brasil

Sistema de informação do governo federal que está sob suspeita de ataque hacker segue fora do ar

Fogo em ônibus e moto interdita a Marginal Pinheiros em São Paulo

Incidentes cibernéticos em sistemas do governo dobraram no primeiro semestre de 2024

Mais na Exame