Em MG, Zema mantém vantagem com 47%, diz pesquisa Genial/Quaest; Kalil tem 30%

Com o cenário projetado, Zema venceria no primeiro turno
Zema venceria Kalil por um placar de 56% a 31% em um eventual segundo turno (Fotos: divulgação / montagem/Exame)
Zema venceria Kalil por um placar de 56% a 31% em um eventual segundo turno (Fotos: divulgação / montagem/Exame)
E
Estadão ConteúdoPublicado em 26/09/2022 às 13:45.

O governador de Minas Gerais e candidato à reeleição, Romeu Zema (Novo), lidera a disputa estadual com 47% das intenções de voto. O dado é da pesquisa Genial/Quaest, divulgada nesta segunda-feira (26). Candidato apoiado pelo ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) e principal adversário de Zema na corrida eleitoral, o ex-prefeito de Belo Horizonte Alexandre Kalil (PSD) vem em seguida, com 30%.

Com apoio do presidente Jair Bolsonaro (PL), Carlos Viana aparece em terceiro com 4%. Vanessa Portugal (PSTU), Renata Regina (PCB), Cabo Tristão (PMB) e Marcus Pestana (PSDB) estão empatados com 1%. O restante não pontuou. Brancos, nulos, indecisos e não pretendem votar somam 14%

Com o cenário projetado, Zema venceria no primeiro turno, mas a pesquisa simulou um cenário de eventual segundo turno na disputa mineira. Zema venceria Kalil por um placar de 56% a 31%.

Senado

Cleitinho (PSC) é líder nas intenções de voto na corrida pelo Senado, com 24%. Em segundo lugar aparece Alexandre Silveira (PSD), com 15%. Na sequência, Marcelo Aro (PP) tem 11%, Sara Azevedo (PSOL), 4% e Bruno Miranda (PDT), 3%. Quem diz votar em "outros" soma 4%. Os indecisos são 25%. Brancos, nulos e não pretendem votar, 14%.

A pesquisa ouviu 2.000 pessoas entre os dias 22 a 25 de setembro. A margem de erro é de dois pontos porcentuais, considerando um nível de confiança de 95%. A pesquisa foi registrada no Tribunal Superior Eleitoral (TSE) sob o número MG-07243/2022 e BR-06005/2022.

LEIA TAMBÉM:

Genial/Quaest: Haddad lidera no 1º turno em SP e Garcia venceria petista no 2º

45% dos eleitores de Ciro e 39% dos de Tebet apoiariam Lula no 2º turno, diz pesquisa BTG/FSB