Em meio à pandemia, futebol retorna com Flamengo e Bangu

Jogo de portas fechadas e sem transmissão pela TV ocorre no Maracanã, ao lado do hospital de campanha

Após uma paralisação de 96 dias, será retomado nesta quinta-feira, 18, o Campeonato Carioca com o jogo Flamengo e Bangu. É a primeira partida de futebol desde o início da pandemia do coronavírus. Sem presença de público e sem transmissão pela televisão, o jogo acontece às 21 horas, no Estádio do Maracanã, onde está instalado em seu complexo o único hospital de campanha em funcionamento da capital fluminense.

Depois de semanas de negociação, a Globo e o Flamengo não entraram em acordo pelos direitos de transmissão. Desde o início do ano, o time e a emissora estão num impasse: o Flamengo quer receber mais que os outros times, por ter maior visibilidade. A Globo até toparia pagar mais, mas o valor que estaria disposta a pagar não chegaria nem perto do que o que Flamengo quer.

O jogo que quase ninguém irá assistir foi liberado na quarta-feira, 17, pelo prefeito Marcelo Crivella, como parte do plano de reabertura da cidade do Rio de Janeiro. Além das partidas de futebol, foram permitidos que shoppings populares pudessem abrir as portas.

A prefeitura informou que a reabertura gradual foi autorizada com base em índices como números de óbitos e quantidade de leitos disponíveis na rede pública de saúde. No estado do Rio de Janeiro, são quase 8.000 vítimas fatais – sendo que 239 mortes ocorreram nas últimas 24 horas.

A retomada dos jogos no Brasil ocorre um dia após o retorno do campeonato inglês, a liga de futebol mais rica do mundo. Na quarta-feira, dois jogos marcaram o reinício da temporada: Aston Villa e Sheffield United e o clássico Manchester City e Arsenal.

Os dois países se encontram em momentos bastante distintos da pandemia. No Reino Unido, o número de mortes está em trajetória de queda depois de ter atingido o pico no final de abril: foram 184 óbitos na quarta-feira, 17. Já o Brasil permanece registrando um alto número de mortes e novos casos.
Nas últimas 24 horas, foram registrados 1.209 óbitos e 31.475 novas infecções por coronavírus no Brasil, elevando o número de vítimas para 46.665. O número de infectados chegou a 960.309.

O Flamengo tem sido duramente criticado pela retomada precoce dos jogos. Há um mês os jogadores do time voltaram a treinar. Semanalmente, a equipe vem fazendo testes de sorologia e já foram diagnosticados 38 casos, incluindo comissão técnica, jogadores e familiares. Nos últimos dias, nenhum novo caso foi reportado.

Em São Paulo, o governador João Doria anunciou hoje que os clubes de futebol paulistas estão liberados a retomar gradualmente os treinos a partir do dia 1º de julho. A notícia frustrou dirigentes e clubes que disputam o Campeonato Paulista, que esperavam um retorno mais breve do calendário de jogos.
Em meio a uma pandemia que já matou quase 450.000 pessoas em todo o mundo e provocou o cancelamento das Olimpíadas que seriam realizadas no Japão, é espantosa a necessidade do futebol brasileiro de voltar aos estádios – ainda mais na situação de descontrole da pandemia no país.

Obrigado por ler a EXAME! Que tal se tornar assinante?

Tenha acesso ilimitado ao melhor conteúdo de seu dia. Em poucos minutos, você cria sua conta e continua lendo esta matéria. Vamos lá?

Falta pouco para você liberar seu acesso.

exame digital

R$ 15,90/mês

  • Acesse onde e quando quiser.

  • Acesso ilimitado a conteúdos exclusivos sobre macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo, tecnologia e finanças.
Assine

exame digital + impressa

R$ 44,90/mês

  • Acesse onde e quando quiser

  • Acesso ilimitado a conteúdos exclusivos sobre macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo, tecnologia e finanças.

  • Edição impressa quinzenal.

  • Frete grátis
Assine

Já é assinante? Entre aqui.