Em abaixo-assinado, 152 mil pedem inclusão de Amoêdo, do Novo, em debates

O candidato do Novo criou uma hashtag nas redes sociais e pediu apoio dos brasileiros para participar das discussões
 (Yolanda Prezentino/Partido Novo/Divulgação)
(Yolanda Prezentino/Partido Novo/Divulgação)
V
Valéria Bretas

Publicado em 07/08/2018 às 16:54.

Última atualização em 09/08/2018 às 15:35.

São Paulo — Nesta quinta-feira (9) começam os tradicionais debates com os presidenciáveis na televisão. O primeiro será realizado às 22h15 nos estúdios da TV Bandeirantes, em São Paulo, com cobertura ao vivo no site EXAME (veja como assistir).

Pela nova regra, aprovada no ano passado na reforma política, as emissoras são obrigadas a convocar às discussões os partidos com pelo menos cinco parlamentares (senadores ou deputados federais) no Congresso.

Contudo, mesmo que uma sigla não tenha número suficiente de representantes na Casa, o organizador do debate pode convidar o candidato. Essa é a expectativa de João Amoêdo, do Partido Novo.

“Todo candidato deveria ter o mesmo espaço nos veículos de imprensa. Só assim o cidadão poderá escolher o melhor candidato”, declarou o presidenciável em seu perfil no Twitter.

Para que Amoêdo participe dos debates, um abaixo-assinado online foi criado para pressionar as redes de televisão a fazerem o convite. Desde que a plataforma foi lançada na internet – há três dias – o candidato já superou a marca de 150 mil assinaturas.

O candidato do Novo também criou uma hashtag nas redes sociais e pediu o apoio dos eleitores. “Se você quer que eu participe do debate da Band, pressione nas redes sociais com #JoãonaBand. Se todo mundo pedir, fica mais difícil para a Band dizer não”, disse.