Brasil
Acompanhe:

Eleições 2022: TRE-RJ indefere candidatura de Witzel ao governo do RJ

Witzel ainda poderá recorrer da decisão no Tribunal Superior Eleitoral (TSE)

Quem entrou na Justiça originalmente com a ação foi o deputado estadual Renan Ferreirinha (PSD-RJ) (Carlos Magno/Divulgação)

Quem entrou na Justiça originalmente com a ação foi o deputado estadual Renan Ferreirinha (PSD-RJ) (Carlos Magno/Divulgação)

E
Estadão Conteúdo

8 de setembro de 2022, 20h00

A candidatura do ex-governador do Rio de Janeiro Wilson Witzel (PMB-RJ) ao governo do Estado foi impugnada por unanimidade hoje 8, pelo Tribunal Regional Eleitoral do Rio de Janeiro (TRE-RJ), sob a justificativa de que a sentença concedida a ele durante seu impeachment, em abril de 2021, ainda não foi completamente cumprida. Foram sete votos a zero a favor da impugnação da campanha.

O jurista Cristiano Vilela, que entrou com a petição do caso no mês anterior, foi contatado pelo Broadcast Político e concluiu que o resultado do julgamento da candidatura se deu pelo fato que a punição da cassação de Witzel o impede de exercer qualquer cargo público, caracterizando o seu status de inelegibilidade.

"Ele havia ingressado lá atrás com medidas judiciais tentando reverter a sentença, mas não houve até o momento da candidatura nenhuma suspensão dos efeitos da cassação, então a cassação ainda vale", explicou Vilela.

Quem entrou na Justiça originalmente com a ação foi o deputado estadual Renan Ferreirinha (PSD-RJ). Witzel ainda poderá recorrer da decisão no Tribunal Superior Eleitoral (TSE).

LEIA TAMBÉM:

STF mantém condenação de Witzel por crime de responsabilidade

CPI da Covid aprova realização de depoimento secreto de Witzel