Eduardo Paes vai encaminhar projeto para armar a Guarda Municipal do Rio

Informação foi confirmada hoje pelo prefeito, que participou da abertura do ano legislativo dos vereadores na qual entregou mensagem com os principais projetos para 2021
 (paisagem grafica da cidade/Flickr/Creative Commons/Flickr)
(paisagem grafica da cidade/Flickr/Creative Commons/Flickr)
A
Agência Brasil

Publicado em 18/02/2021 às 19:43.

Última atualização em 18/02/2021 às 19:49.

A prefeitura do Rio de Janeiro divulgou que irá encaminhar, na próxima semana, projeto à Câmara Municipal propondo o armamento da Guarda Municipal. A informação foi confirmada nesta quinta-feira (18) pelo prefeito Eduardo Paes. Ele participou da abertura do ano legislativo dos vereadores, na qual entregou mensagem com os principais projetos para 2021.

“[O projeto da Guarda Municipal armada] deve ser encaminhado também. Basicamente o que você precisa é mudar o artigo da Lei Orgânica que permite o armamento da Guarda Municipal”, disse o prefeito, na saída da sessão. Ele terá um encontro com vereadores de todos os partidos na próxima semana, quando deverá detalhar o assunto e demais prioridades de sua gestão.

Embora historicamente o ocupante da cadeira de prefeito forme maioria na Câmara, o assunto do armamento dos guardas municipais é polêmico e poderá encontrar resistência, principalmente na bancada de oposição.

“Eu vejo que armamento não é a solução. Temos que parar de pensar a segurança pública na perspectiva de armar a Guarda Municipal. Não vejo que este seja o caminho. A gente vive em uma cidade muito desigual. Quando se pensa em Guarda Municipal, precisamos que ela seja mais estruturada, com plano de carreira, para se organizar e cuidar do patrimônio público”, disse o vereador William Siri (PSOL), que adiantou que votará contra o armamento da Guarda.

Vacinas

Paes também comentou a falta de vacinas nos postos municipais e disse que a expectativa é que cheguem novos lotes no próximo dia 23. Segundo o prefeito, a vacinação será retomada tão logo as doses estejam disponíveis.

“O que a gente tem de informação do Butantã e do Ministério da Saúde é que seria dia 23 a chegada das vacinas, na próxima terça-feira. Chegando, a gente retoma a vacinação imediatamente. Tendo vacina, a gente tem capacidade de aplicar. Já chegamos a 3,5% da população. Somos a cidade brasileira que mais vacinou”, disse Paes.