Eduardo Paes descarta carnaval em julho no Rio: "Impossível"

Em sua rede social, prefeito diz que festa poderá ser comemorada em 2022 com todos vacinados

Em suas redes sociais, o prefeito do Rio, Eduardo Paes, descartou a possibilidade de o carnaval deste ano ser comemorado em julho, como era aventado por algumas escolas de samba. Para o prefeito, "parece sem qualquer sentido imaginar a essa altura que teremos condições de realizar o carnaval em julho. Essa celebração exige uma grande preparação por parte dos órgãos públicos e das agremiações e instituições ligadas ao samba".

"Nunca escondi minha paixão pelo carnaval e a visão clara que tenho da importância econômica dessa manifestação cultural para nossa cidade. No entanto, me parece sem qualquer sentido imaginar a essa altura que teremos condições de realizar o carnaval em julho. Essa celebração exige uma grande preparação por parte dos órgãos públicos e das agremiações e instituições ligadas ao samba. Algo impossível de se fazer nesse momento. Dessa forma, gostaria de informar que não teremos carnaval no meio do ano em 2021", escreveu Paes.

O prefeito ainda fez votos para que a festa ocorra em 2022 com a população vacinada contra a Covid-19:

"Certamente em 2022 poderemos (todos devidamente vacinados) celebrar a vida e nossa cultura com toda a intensidade que merecemos".

Neste mês, o governador em exercício Cláudio Castro sancionou lei que inclui o carnaval fora de época em todo o estado. Com a medida, o calendário de datas oficiais do Rio de Janeiro será alterado, incluindo o mês de julho em todo ano dentro do projeto intitulado "CarnaRio - Carnaval fora de época".

No entanto, ligas de bloco se manifestaram contra a decisão tomada pelo governo em meio à pandemia de covid-19.

Após o anúncio sobre a suspensão, o prefeito usou novamente suas redes sociais no início desta tarde e afirmou ter solicitado a preparação de editais que possam dar suporte aos trabalhadores envolvidos no carnaval, para que tenham uma forma de sustento para este ano, com a suspensão da festa.

Na mensagem, acompanhada pela letra da música "Pra tudo se acabar na quarta-feira", de Martinho da Vila, Paes escreveu: "Já determinei que a Riotur e a Secretaria municipal de Cultura trabalhem na preparação de editais a fim de permitir que os fazedores dessa grande festa e celebração cultural tenham alguma forma de sustento ao longo de 2021".

Obrigado por ler a EXAME! Que tal se tornar assinante?


Tenha acesso ilimitado ao melhor conteúdo de seu dia. Em poucos minutos, você cria sua conta e continua lendo esta matéria. Vamos lá?


Falta pouco para você liberar seu acesso.

exame digital

R$ 12,90
  • Acesse onde e quando quiser.

  • Acesso ilimitado a conteúdos exclusivos sobre macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo, tecnologia e finanças.
Assine

exame digital + impressa

R$ 29,90/mês
  • Acesse onde e quando quiser

  • Acesso ilimitado a conteúdos exclusivos sobre macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo, tecnologia e finanças.

  • Edição impressa mensal.

  • Frete grátis
Assine

Já é assinante? Entre aqui.