A página inicial está de cara nova Experimentar close button

Dilma apresenta medidas de equilíbrio a líderes da Câmara

A maioria das propostas depende de aprovação do Congresso Nacional e Dilma deve fazer um apelo para que os parlamentares da base se empenhem na aprovação

A presidenta Dilma Rousseff está reunida com líderes da base aliada na Câmara dos Deputados para apresentar as propostas do governo destinadas a reduzir os gastos públicos e aumentar as receitas para 2016, anunciadas ontem (14).

A maioria das propostas depende de aprovação do Congresso Nacional e Dilma deve fazer um apelo para que os parlamentares da base se empenhem na aprovação.

Além de um corte de gastos de R$ 26 bilhões, o governo propôs a volta da Contribuição Provisória sobre Movimentação Financeira (CPMF) para arrecadar cerca de R$ 32 bilhões no Orçamento de 2016.

Com as medidas, o Executivo espera chegar a um superávit primário (economia para pagar os juros da dívida) de 0,7% do Produto Interno Bruto (PIB) no ano que vem.

Ontem, Dilma jantou com 16 governadores no Palácio da Alvorada para pedir apoio às propostas. À tarde, a presidenta vai receber líderes da base aliada no Senado para fazer o mesmo apelo.

Obrigado por ler a EXAME! Que tal se tornar assinante?


Tenha acesso ilimitado ao melhor conteúdo de seu dia. Em poucos minutos, você cria sua conta e continua lendo esta matéria. Vamos lá?


Falta pouco para você liberar seu acesso.

exame digital

R$ 4,90/mês
  • R$ 14,90 a partir do segundo mês.

  • Acesse quando e onde quiser.

  • Acesso ilimitado ao EXAME Invest, macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo e tecnologia.
Assine

exame digital anual

R$ 129,90/ano
  • R$ 129,90 à vista ou em até 12 vezes. (R$ 10,83 ao mês)

  • Acesse quando e onde quiser.

  • Acesso ilimitado ao EXAME Invest, macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo e tecnologia.
Assine

Já é assinante? Entre aqui.

Veja também