Exame logo 55 anos
Remy Sharp
Acompanhe:

As famílias desalojadas pelos temporais que atingiram o litoral norte de São Paulo (SP) no último fim de semana vão receber dos Correios cerca de 20 toneladas de doações.

Os itens são objetos postais classificados pela estatal como de refugo, quando passaram por seguidas tentativas de entrega aos destinatários, sem sucesso, e não foram procurados pelos remetentes, nem pelos destinatários em até 90 dias, conforme prazo de reclamação previsto no Código de Defesa do Consumidor.

Ao todo, são 20.957 itens de refugo como materiais escolares e de escritório, vestuários infantis e utensílios para casa. Eles estão sendo triados pelos empregados dos Correios e vão ser entregues aos órgãos de Defesa Civil e a prefeituras da região, ainda nesta semana, para serem distribuídos gratuitamente às vítimas das fortes chuvas.

Na manhã desta quinta-feira, 23, 40 contêineres desmontáveis saíram da capital paulista com destino ao litoral norte paulista e a previsão é de serem entregues até o fim da tarde de hoje (23). O transporte é feito por linhas especiais e a Assessoria de Imprensa dos Correios garante que “não acarretam impacto no serviço de distribuição regular de cartas e encomendas da estatal”.

O presidente dos Correios, Fabiano Silva, acompanhou a entrega das primeiras doações de refugo, na sede da empresa em São Paulo, e destacou a relevância da entrega: “Essa uma ação muito importante que os Correios agora desempenham de auxílio às vítimas desta terrível calamidade que acometeu o litoral de são Paulo.”

Solidariedade

Além das doações de itens de refugo, as agências dos Correios, no estado de São Paulo, estão à disposição das autoridades federais, estaduais e municipais para coletar e transportar donativos aos afetados pelas chuvas.

De acordo com os Correios, a empresa já realiza a ação “Correios Solidariedade Expressa”. A iniciativa, em âmbito nacional, transporta gratuitamente donativos às vítimas de regiões em situação de emergência ou calamidade pública, oficialmente decretadas, em qualquer dia da semana e horário.

O presidente Fabiano Silva falou sobre a responsabilidade social da instituição. “Com o seu papel de integrador nacional, os Correios conseguem chegar em qualquer lugar do país. Acima de tudo, sempre estarão à disposição da população brasileira para ajudar em situações como essa. Então, a ação mostra o caráter solidário e a função social que a instituição desempenha no país”.

Crédito das fotos: Divulgação/Correios

Informações para legenda da foto:

1) contêineres na sede dos Correios de São Paulo com itens de refugo doados a famílias desalojadas pelas chuvas no litoral norte paulista.

2) presidente dos Correios, Fabiano Silva, acompanha saída das primeiras doações de refugo, na sede da empresa, em SP.

Créditos

Últimas Notícias

ver mais
Relator do arcabouço fiscal diz que vai apresentar texto nesta segunda-feira
Brasil

Relator do arcabouço fiscal diz que vai apresentar texto nesta segunda-feira

Há 9 horas
Lei Paulo Gustavo é para descentralizar recursos, diz ministra da Cultura
Brasil

Lei Paulo Gustavo é para descentralizar recursos, diz ministra da Cultura

Há 12 horas
Balão cai sobre avião que abastecia no Aeroporto Santos Dumont
Brasil

Balão cai sobre avião que abastecia no Aeroporto Santos Dumont

Há 12 horas
Multas com a Justiça Eleitoral podem ser pagas pela internet
Brasil

Multas com a Justiça Eleitoral podem ser pagas pela internet

Há 14 horas
icon

Branded contents

ver mais

Conteúdos de marca produzidos pelo time de EXAME Solutions

Exame.com

Acompanhe as últimas notícias e atualizações, aqui na Exame.

leia mais