De olho na Copa, comitiva holandesa conhece metrô de SP

O embaixador da Holanda no Brasil, Kees Rade, afirmou que pelo menos as linhas nas quais transitou pareciam funcionar "muito bem"

São Paulo – Uma comitiva de autoridades holandesas, entre elas o embaixador da Holanda no Brasil, Kees Rade, conheceu nesta quarta-feira as instalações do metrô de São Paulo, cidade que vai receber uma das partidas da laranja mecânica na Copa do Mundo.

Segundo Rade, que mais cedo se reuniu com o prefeito Fernando Haddad, o metrô de São Paulo “é cheio porque é popular”. O embaixador afirmou que pelo menos as linhas nas quais transitou pareciam funcionar “muito bem”.

“É o meio mais rápido, mais que o carro e o ônibus. Nós também usamos muito o metrô na Holanda, e acho que funcionará bem quando os torcedores holandeses vierem assistir à partida da seleção”, disse o embaixador à Efe, referindo-se ao jogo em que os atuais vice-campeões mundiais enfrentarão o Chile.

Antes que o embaixador e os representantes da seleção holandesa fossem à Arena Corinthians, onde fizeram uma visita, Rade encontrou o prefeito de São Paulo para compartilhar as políticas de mobilidade urbana de Amsterdã.

Para ampliar a discussão, a embaixada holandesa organizará em abril um seminário sobre mobilidade urbana em São Paulo, com a participação de empresas de ambos os países.

“Esse evento é parte do pacote de ações que ofereceremos às cidades pelas quais a seleção holandesa passará durante a primeira fase do Mundial – São Paulo, Salvador e Porto Alegre -, além de Belo Horizonte e Rio de Janeiro”, explicou Rade.

No encontro entre a comitiva da Holanda e Haddad, o embaixador presenteou o prefeito com uma bicicleta decorada com quadros do pintor holandês Vincent Van Gogh que, segundo a nota da assessoria de imprensa da embaixada, “é um símbolo das opções de transporte público adotadas pelo povo holandês”.

Suporte a Exame, por favor desabilite seu Adblock.