Cunha retira alguns destaques "estranhos" ao texto da MP 668

Presidente da Câmara determinou retirada de 13 destaques considerados "estranhos" na MP 668, uma das propostas para o ajuste fiscal

Brasília - O presidente da Câmara dos Deputados, Eduardo Cunha (PMDB-RJ), determinou a retirada de 13 destaques considerados "estranhos" à Medida Provisória (MP) 668, uma das propostas do pacote de ajuste fiscal. A MP vai à votação nesta noite, com 17 destaques.

A medida, criada originalmente para aumentar alíquotas da contribuição para o PIS/Pasep-Importação e da Cofins-Importação, recebeu 170 emendas na comissão especial, entre elas a reabertura de programa de refinanciamento de dívidas tributárias (Refis) para empresas em recuperação judicial com parcelamento de débitos em até 120 vezes.

Segundo o líder do governo na Câmara, José Guimarães (PT-CE), a oposição aceitou não fazer obstrução na votação da MP, mas vai votar contra a proposta.

A apreciação de destaques e emendas será nominal. Nesta tarde líderes da base discutem com o relator Manoel Júnior (PMDB-PB) os pontos que ainda não têm acordo.

Obrigado por ler a EXAME! Que tal se tornar assinante?


Tenha acesso ilimitado ao melhor conteúdo de seu dia. Em poucos minutos, você cria sua conta e continua lendo esta matéria. Vamos lá?


Falta pouco para você liberar seu acesso.

exame digital

R$ 12,90/mês
  • Acesse onde e quando quiser.

  • Acesso ilimitado a conteúdos exclusivos sobre macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo, tecnologia e finanças.
Assine

exame digital + impressa

R$ 29,90/mês
  • Acesse onde e quando quiser

  • Acesso ilimitado a conteúdos exclusivos sobre macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo, tecnologia e finanças.

  • Edição impressa mensal.

  • Frete grátis
Assine

Já é assinante? Entre aqui.