Crise política suspende debate da reforma trabalhista no Senado

Relator da reforma trabalhista no Senado, Ricardo Ferraço (PSDB-ES), anunciou a suspensão das discussões sobre a reforma

Brasília - O relator da reforma trabalhista no Senado, Ricardo Ferraço (PSDB-ES), anunciou nesta quinta-feira que o calendário de tramitação da proposta está suspenso devido à crise política instaurada com a divulgação de gravação com o presidente Michel Temer dando aval para a compra do silêncio do ex-deputado Eduardo Cunha.

"A crise institucional que estamos enfrentando é devastadora e precisamos priorizar a sua solução, para depois darmos desdobramento ao debate relacionado à reforma trabalhista", disse Ferraço em nota.

"Portanto, na condição de relator do projeto, anuncio que o calendário de discussões anunciado está suspenso. Não há como desconhecer um tema complexo como o trazido pela crise institucional. Todo o resto agora é secundário."

Obrigado por ler a EXAME! Que tal se tornar assinante?


Tenha acesso ilimitado ao melhor conteúdo de seu dia. Em poucos minutos, você cria sua conta e continua lendo esta matéria. Vamos lá?


Falta pouco para você liberar seu acesso.

exame digital

R$ 3,90/mês
  • R$ 9,90 após o terceiro mês.

  • Acesse quando e onde quiser.

  • Acesso ilimitado ao EXAME Invest, macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo e tecnologia.
Assine

exame digital anual

R$ 99,00/ano
  • R$ 99,00 à vista ou em até 12 vezes. (R$ 8,25 ao mês)

  • Acesse quando e onde quiser.

  • Acesso ilimitado ao EXAME Invest, macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo e tecnologia.
Assine

Já é assinante? Entre aqui.

Veja também