• AALR3 R$ 20,29 0.74
  • AAPL34 R$ 66,98 -0.56
  • ABCB4 R$ 16,53 -0.72
  • ABEV3 R$ 14,19 0.78
  • AERI3 R$ 3,63 0.55
  • AESB3 R$ 10,65 0.28
  • AGRO3 R$ 31,02 -0.29
  • ALPA4 R$ 20,82 0.29
  • ALSO3 R$ 18,95 -0.32
  • ALUP11 R$ 27,16 -0.55
  • AMAR3 R$ 2,37 -1.25
  • AMBP3 R$ 30,08 -0.73
  • AMER3 R$ 22,55 -1.44
  • AMZO34 R$ 63,73 -0.06
  • ANIM3 R$ 5,27 -1.68
  • ARZZ3 R$ 79,90 0.49
  • ASAI3 R$ 15,74 -1.01
  • AZUL4 R$ 20,78 -5.37
  • B3SA3 R$ 12,02 -0.66
  • BBAS3 R$ 37,58 -0.58
  • AALR3 R$ 20,29 0.74
  • AAPL34 R$ 66,98 -0.56
  • ABCB4 R$ 16,53 -0.72
  • ABEV3 R$ 14,19 0.78
  • AERI3 R$ 3,63 0.55
  • AESB3 R$ 10,65 0.28
  • AGRO3 R$ 31,02 -0.29
  • ALPA4 R$ 20,82 0.29
  • ALSO3 R$ 18,95 -0.32
  • ALUP11 R$ 27,16 -0.55
  • AMAR3 R$ 2,37 -1.25
  • AMBP3 R$ 30,08 -0.73
  • AMER3 R$ 22,55 -1.44
  • AMZO34 R$ 63,73 -0.06
  • ANIM3 R$ 5,27 -1.68
  • ARZZ3 R$ 79,90 0.49
  • ASAI3 R$ 15,74 -1.01
  • AZUL4 R$ 20,78 -5.37
  • B3SA3 R$ 12,02 -0.66
  • BBAS3 R$ 37,58 -0.58
Abra sua conta no BTG

Covid-19: afastamento de até 10 dias do presencial não exige atestado

Regra vale para trabalhador com sintomas ou com diagnóstico confirmado, além dos que tiverem contato com casos positivos. Atestado é necessário em afastamentos maiores
Documento só é necessário caso afastamento dure mais tempo. (Getty Images/GettyImages)
Documento só é necessário caso afastamento dure mais tempo. (Getty Images/GettyImages)
Por Agência BrasilPublicado em 28/01/2022 19:48 | Última atualização em 28/01/2022 19:33Tempo de Leitura: 2 min de leitura

O Ministério do Trabalho e Previdência informou que trabalhadores com sintomas de covid-19 ou com diagnóstico confirmado para a doença não precisam apresentar atestado médico às empresas e devem ser afastados do trabalho presencial. De acordo com a pasta, a apresentação de atestado só é necessária caso o afastamento dure mais de 10 dias.

Portaria interministerial publicada esta semana prevê que trabalhadores que tiverem contato com pessoas com diagnóstico confirmado de covid-19 também devem ser afastados do trabalho presencial sem a necessidade de apresentação de atestado médico. "Contudo, se o trabalhador precisar ficar afastado por mais tempo, o atestado se faz necessário”, destacou o ministério à Agência Brasil.

Assine a EXAME e fique por dentro das principais notícias que afetam o seu bolso.

Ainda de acordo com a portaria, a empresa pode reduzir o período de afastamento das atividades presenciais para sete dias desde que o trabalhador esteja sem febre há 24 horas, sem uso de medicamento antitérmicos e com remissão de sinais e sintomas respiratórios. Deve ser considerado o primeiro dia de isolamento o dia seguinte ao início dos sintomas ou a data da coleta de teste RT-PCR ou de teste de antígeno.

O texto também destaca que a empresa deve orientar os empregados afastados a permanecerem em suas residências, além de assegurar a manutenção da remuneração durante o período de afastamento.

As medidas, segundo a pasta, foram adotadas com o objetivo de evitar um aumento ainda maior de infecções por covid-19 provocadas pela alta incidência da variante Ômicron.

Veja Também

Danilo Maeda: Como implantar uma gestão híbrida
Bússola
Há 22 horas • 5 min de leitura

Danilo Maeda: Como implantar uma gestão híbrida

Brasil tem média diária de 97 mortes por covid-19
Brasil
Há um dia • 2 min de leitura

Brasil tem média diária de 97 mortes por covid-19

Cresce suspeita de elo entre vírus de hepatite e covid-19
Ciência
Há um dia • 7 min de leitura

Cresce suspeita de elo entre vírus de hepatite e covid-19