A página inicial está de cara nova Experimentar close button

Coronavírus faz Moro adiar mudança aos EUA para novo emprego

Com consulados fechados por causa da pandemia, ex-ministro não deve conseguir visto para os EUA este ano; Moro será diretor de consultoria internacional

Com os consulados americanos no Brasil com as atividades suspensas por causa do coronavírus, dificilmente o ex-ministro Sérgio Moro vai conseguir o visto para se mudar para os Estados Unidos ainda este ano. A maior probabilidade é que ex-juiz da Lava Jato faça as malas para Washington no ano que vem, assim que o abrandamento da pandemia permitir a retomada das funções consulares.

Moro aceitou uma proposta da consultoria Alvarez & Marsal para assumir o cargo de diretor executivo na sede americana da empresa. Ele deverá exercer a nova função na filial em Washington, onde já possui um círculo de amigos.

A Alvarez & Marsal é considerada das maiores consultorias de recuperação de empresas do mundo, com 5.000 funcionários em quatro continentes.

De acordo com fontes a par da mudança de Moro para os Estados Unidos, o ex-ministro seria uma carta fora do baralho na disputa pelas eleições de 2022, já que ele não teria intenções de voltar ao Brasil tão cedo.

Em 24 de abril, o ex-juiz anunciou sua demissão do cargo de ministro da Justiça e Segurança Pública. Na ocasião, ele afirmou sofrer pressões do presidente Jair Bolsonaro para demitir o então diretor-geral da Polícia Federal, Maurício Valeixo.

“Avisei (ao presidente) que seria uma interferência política e Bolsonaro disse que era mesmo”, declarou Moro durante o pronunciamento de 40 minutos que fez para justificar sua saída do ministério.

 

Desde então, o ex-ministro vinha dando palestras e comentava, publicamente, sobre o desejo de ter um emprego na iniciativa privada.

Obrigado por ler a EXAME! Que tal se tornar assinante?


Tenha acesso ilimitado ao melhor conteúdo de seu dia. Em poucos minutos, você cria sua conta e continua lendo esta matéria. Vamos lá?


Falta pouco para você liberar seu acesso.

exame digital

R$ 4,90/mês
  • R$ 14,90 a partir do segundo mês.

  • Acesse quando e onde quiser.

  • Acesso ilimitado ao EXAME Invest, macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo e tecnologia.
Assine

exame digital anual

R$ 129,90/ano
  • R$ 129,90 à vista ou em até 12 vezes. (R$ 10,83 ao mês)

  • Acesse quando e onde quiser.

  • Acesso ilimitado ao EXAME Invest, macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo e tecnologia.
Assine

Já é assinante? Entre aqui.

Veja também