CNI lança plataforma interativa com dados da indústria

Portal traz séries históricas e retratos sobre mercado de trabalho, investimentos em inovação, pagamento de impostos e exportações
Fábrica da Tramontina: CNI lança portal com séries de dados do setor industrial (Leandro Fonseca/Exame)
Fábrica da Tramontina: CNI lança portal com séries de dados do setor industrial (Leandro Fonseca/Exame)
Por Carla AranhaPublicado em 07/02/2022 07:00 | Última atualização em 04/02/2022 17:56Tempo de Leitura: 3 min de leitura

Entre 2016 e 2019, o investimento da indústria em inovação cresceu 33,4% em valores correntes, chegando a quase 17 bilhões de reais – hoje, 69% dos aportes realizados em pesquisa e desenvolvimento no país partem do setor industrial. Os dados constam do Perfil Setorial da Indústria, plataforma lançada nesta segunda, dia 7, pela CNI (Confederação Nacional da Indústria).

O portal traz também informações sobre mercado de trabalho, exportações, custos e produção dos 33 setores da indústria nacional. “Por meio do cruzamento de dados, será possível traçar uma série de recortes e evoluções históricas de temas como desempenho por área do comércio exterior e impacto na arrecadação tributária”, diz Mário Sérgio Carraro Teles, gerente executivo de economia da CNI. “Há inclusive retratos aprofundados das faixas salariais”.

A política vai seguir dando o tom na Bolsa? Vai. E você pode aproveitar as melhores oportunidades. Saiba como!

O Perfil Setorial mostra que o setor de alimentos, que responde por 8,25% do PIB industrial, é o maior empregador, com mais de 1,6 milhão de trabalhadores, equivalente a quase 17% da força de trabalho total da indústria. Em segundo lugar, aparece a construção de edifícios, com 820 mil profissionais – atualmente, há 73 mil empresas do setor em operação no país.

Há ainda dados sobre salários: os funcionários mais bem remunerados são os do setor de extração de petróleo e gás natural, que ganham média 19,3 mil reais por mês. Na outra ponta, estão os empregados da indústria de alimentos, com salário médio de 2,2 mil reais.

Exportações

Em relação às vendas para outros países, o mercado de extração de minerais metálicos ocupa o posto de maior exportador da indústria, com 48,6 bilhões de dólares de produtos embarcados em 2021. O segundo lugar cabe ao setor de alimentos, que registrou 45,4 bilhões de dólares em exportações em 2021.

Proporcionalmente ao total fabricado, no entanto, o setor campeão em vendas externas é o de equipamentos de transportes, como helicópteros, barcos e aviões, que exporta mais de 70% de tudo o que produz. Logo em seguida, vem os fabricantes de cigarro, com 42% do total produzido vendido para fora do país.

Impostos

Campeã de investimentos em pesquisa e desenvolvimento em 2019, a indústria automotiva também é a que mais contribui com o pagamento de impostos. As montadoras arcaram com cerca de 26,7 bilhões de reais em tributos há dois anos, quase o mesmo valor pago pelo setor de biocombustíveis e derivados do petróleo, que desembolsou 26,3 bilhões de reais em 2020.

Hoje, a indústria é responsável por 20% do PIB e 20% dos empregos formais no país, além de 69% dos investimentos pesquisa e 33% da arrecadação de tributos federais, de acordo com a CNI.