Estamos de cara nova! E continuamos com o conteúdo de qualidade.
Nova Exame

Cinco assuntos quentes para o Brasil e o mundo na próxima semana

PIB da China em 2021, índice de inflação em novembro no Brasil, aumento de casos da covid e paralisação da Receita Federal estão entre os principais destaques

O IBC-Br e IGP-10 medem pulso da atividade e inflação na próxima semana após surpresas positivas com dados de serviços e varejo. PIB da China, decisão do BC japonês e balanços de bancos nos EUA podem mover mercados globais. BRF e Eletrobras são destaques corporativos. Mercado ainda monitora pressões salariais de servidores e avanço da Covid.

Atividade e inflação

BC divulgará na segunda-feira o seu índice de atividade de novembro, que pode mostrar melhora, na sequência dos resultados acima do previsto do varejo e serviços no mesmo mês. Estimativa para o IBC-Br é de alta de 0,43% no comparativo mensal, após queda de 0,4% em outubro. No mesmo dia, a inflação medida pelo IGP-10 em janeiro deve seguir pressionada, com estimativa de alta de 1,59% no comparativo mensal, ante -0,14% no período anterior. Agenda ainda traz Focus na segunda-feira e parciais do IPC-S e IPC-Fipe.

Assine a EXAME e acesse as notícias mais importantes em tempo real.

China e EUA

Após uma semana marcada pelas sinalizações de aperto monetário nos EUA, próxima semana terá como destaque o PIB chinês de 2021. Estimativa é de desaceleração do crescimento acumulado até o 4º trimestre para 8% no comparativo anual, ante dado anterior de 9,8%. País ainda divulgará dados da indústria e varejo. A semana também contará com decisão de política monetária no Japão. Nos EUA, agenda é fraca em indicadores, mas forte em balanços. Os maiores bancos de Wall Street, incluindo Goldman Sachs, Morgan Stanley e Bank of America, devem divulgar seus resultados durante a semana.

Servidores e fiscal

Uma paralisação de servidores da Receita está programada para o dia 18 em frente ao ministério da Economia e à sede do BC. Os representantes do sindicado dos auditores fiscais classificaram de “frustrante” a reunião feita ontem com o ministro Paulo Guedes. Ao menos 19 categorias de servidores podem começar a paralisar atividades para elevar a pressão por reajustes salariais, segundo a Folha. Pesquisas eleitorais devem seguir atraindo a atenção dos investidores, mas sem maior impacto nos preços dos ativos. Últimas sondagens mostraram que Lula permanece com liderança folgada sobre concorrentes.

Covid e chuvas

O mercado deve seguir monitorando os números da Covid após os casos diários se aproximarem dos 100.000 nesta semana. Uma maior aceleração das infecções traria o risco de restrições a atividades e à mobilidade, com efeito potencial na economia. Também seguem no radar as chuvas, que têm afetado represas, especialmente em Minas Gerais. A expectativa, porém, é de que um alívio nas chuvas permita a retomada de minas que foram suspensas.

BRF e Eletrobras

A BRF reúne os acionistas na segunda-feira para definir aumento de capital por meio de oferta de ações que pode levantar quase R$ 8 bilhões. Para o dia 19, estão previstos o início dos trabalhos do grupo criado para aprimorar o modelo de concessão do aeroporto Santos Dumont e uma nova reunião do TCU, que pode retomar a discussão sobre a capitalização da Eletrobras.

Obrigado por ler a EXAME! Que tal se tornar assinante?


Tenha acesso ilimitado ao melhor conteúdo de seu dia. Em poucos minutos, você cria sua conta e continua lendo esta matéria. Vamos lá?


Falta pouco para você liberar seu acesso.

exame digital

R$ 4,90/mês
  • R$ 14,90 a partir do segundo mês.

  • Acesse quando e onde quiser.

  • Acesso ilimitado ao EXAME Invest, macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo e tecnologia.
Assine

exame digital anual

R$ 129,90/ano
  • R$ 129,90 à vista ou em até 12 vezes. (R$ 10,83 ao mês)

  • Acesse quando e onde quiser.

  • Acesso ilimitado ao EXAME Invest, macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo e tecnologia.
Assine

Já é assinante? Entre aqui.

Veja também