Chuvas em Pernambuco deixam pelo menos 106 mortos

24 municípios do estado declararam situação de emergência devido à devastação, que deixou mais de 6 mil pessoas desabrigadas
 (Sergio MARANHAO/AFP)
(Sergio MARANHAO/AFP)
A
AFP

Publicado em 31/05/2022 às 13:03.

Última atualização em 31/05/2022 às 16:33.

O número de mortos após as chuvas torrenciais nos últimos dias no Nordeste do Brasil subiu para 106, informaram as autoridades locais nesta terça-feira, 31, continuando as buscas por 10 pessoas desaparecidas. 

"Há 100 mortes confirmadas no estado de Pernambuco por deslizamentos e chuvas registradas desde a última quarta-feira" e há 14 desaparecidos "identificados", informou em nota a Secretaria de Defesa Social do governo pernambucano durante a manhã. No período da tarde, outras seis mortes foram confirmadas, subindo o total para 106, e o número de desaparecidos abaixou para 10.

Brasil teve mais de 500 mortes por temporais desde o fim do ano passado

"Não como nem durmo": os relatos de sobreviventes das chuvas em Pernambuco

Com a ajuda de "cães de busca e aeronaves", mais de 400 bombeiros continuaram as buscas pelos desaparecidos, a maioria soterrada sob a lama que varreu bairros inteiros da região metropolitana do Recife, capital de Pernambuco.

Pelo menos 24 municípios do estado declararam situação de emergência devido à devastação, que deixou mais de 6 mil pessoas desabrigadas ou deslocadas e causou grandes danos à infraestrutura.

As chuvas começaram no meio da semana passada, mas se intensificaram no fim de semana. Entre a noite de sexta e a manhã de sábado, o volume de chuvas chegou a 70% do esperado para todo o mês de maio em alguns pontos do Recife.