Acompanhe:

Chuva forte atinge o Rio e cidade entra em estágio de mobilização

Além das chuvas, a cidade do Rio de Janeiro registrou nesta quinta-feira (12) a maior sensação térmica deste verão

Modo escuro

Rio de Janeiro: Clima permanecerá sendo influenciado por áreas de instabilidade em médios e altos níveis da atmosfera (Rovena Rosa/Agência Brasil)

Rio de Janeiro: Clima permanecerá sendo influenciado por áreas de instabilidade em médios e altos níveis da atmosfera (Rovena Rosa/Agência Brasil)

A
Agência Brasil

Publicado em 13 de janeiro de 2023, 08h49.

A cidade do Rio de Janeiro entrou em estágio de mobilização, segundo o Centro de Operações da Prefeitura do Rio, após uma forte chuva atingir o município na noite desta quinta-feira, 12. Segundo o Sistema Alerta Rio, núcleos de chuva já atuam sobre a zona oeste da cidade e outros se formam sobre a Baixada Fluminense, próximos à zona norte, ganhando intensidade.

Além disso, permanecem as condições atmosféricas para rápida formação de outros núcleos de chuva sobre a cidade e seu entorno nas próximas horas. Há previsão de pancadas de chuva, acompanhadas de raios.

O Alerta Rio registrou chuva forte nos bairros de Laranjeiras, Santa Teresa, Urca e Jardim Botânico na zona sul, além de Campo Grande, Guaratiba, Recreio dos Bandeirantes e Barra da Tijuca, na zona oeste da cidade. A recomendação é que os moradores destes bairros evitem se deslocar e, se possível, permaneçam abrigados.

De acordo com a meteorologia, o clima permanecerá sendo influenciado por áreas de instabilidade em médios e altos níveis da atmosfera, em conjunto com o calor e a elevada umidade.

Ao longo do dia, o céu esteve predominantemente nublado e não houve registro de chuva ao longo do período. Os ventos estiveram fracos a moderados e as temperaturas permaneceram estáveis, com mínima registrada de 20,8°C, às 2h da madrugada, na estação Alto da Boa Vista, e máxima de 34,7°C, às 13h15, na estação São Cristóvão.

O Estágio de Mobilização é o segundo nível em uma escala de cinco e significa que há riscos de ocorrências de alto impacto na cidade. Há possibilidade de nova mudança de estágio devido à chuva e/ou outros fatores.

Rio registrou hoje maior sensação térmica deste verão: 47,3 °C

A cidade do Rio de Janeiro registrou nesta quinta-feira (12) a maior sensação térmica deste verão, 47,3°C, às 16h, no bairro de Irajá, zona norte da cidade. De acordo com o Sistema Alerta Rio, da prefeitura, a temperatura máxima chegou a 34,7 graus Celsius (0º C). Para esta noite, devido às áreas de instabilidade em médios e altos níveis da atmosfera, em conjunto com o calor e a elevada umidade, a previsão é de pancadas de chuva isoladas, podendo vir acompanhadas de raios.

As três maiores sensações térmicas registradas neste verão nas estações do Alerta Rio foram: 47,3°C - 12/01/2023 - em Irajá; 46,8°C – 03/01/2023, em Santa Cruz, na zona oeste e, no dia anterior, 45°C – 02/01/2023, no mesmo bairro.

O Sistema Alerta Rio foi criado em 25 de setembro de 1996 e, desde então, emite boletins de alertas aos órgãos da prefeitura do Rio envolvidos na mitigação dos danos causados por fortes chuvas. Por meio do Centro de Operações Rio, a população e a imprensa recebem, em tempo real, as previsões atualizadas quatro vezes ao dia. Além disso, o Alerta Rio tem um radar meteorológico para acompanhar o surgimento e deslocamento de núcleos de chuva no município.

No dia 18 de janeiro do ano passado, a sensação térmica chegou a 50,8°C, às 16h, na estação Barra/Riocentro, na zona oeste.

Quer receber os fatos mais relevantes do Brasil e do mundo direto no seu e-mail toda manhã? Clique aqui e cadastre-se na newsletter gratuita EXAME Desperta.

LEIA TAMBÉM: