Brasil registra 1.283 mortes por covid-19 em 24h, diz consórcio

Os dados compilados pelos veículos de imprensa mostram que o país tem 206.009 óbitos e 8.257.459 casos confirmados da doença

O consórcio de veículos de imprensa divulgou um balanço nesta quarta-feira, 13, com os números da pandemia de covid-19 no Brasil, de acordo com dados das secretarias estaduais de Saúde. O país tem 206.009 óbitos e 8.257.459 casos confirmados da doença.

O balanço, atualizado às 20 horas, mostra que no período de um dia foram registradas 1.283 vítimas e 61.966 testes reagentes para o coronavírus.

Os dados são compilados pelo consórcio de imprensa que reúne UOL, Folha de S.Paulo, O Estado de S. Paulo, O Globo, G1 e Extra.

A média móvel, que contabiliza o número de óbitos da última semana, é de 995, um aumento de 41% em comparação com 14 dias atrás. A média de casos é de 54.703.

SP antecipa reclassificação da quarentena

O governador João Doria (PSDB) informou que, na próxima sexta-feira, 15, o estado de São Paulo passará por uma nova reclassificação do seu plano de enfrentamento à pandemia, que define as restrições da quarentena em todo o estado. “A reclassificação terá como referência estudos que estão sendo finalizados pelo Centro de Contingência da Covid-19”, disse o governador em coletiva de imprensa na tarde desta quarta, 13.

Na última semana, o governo paulista alterou os critérios do Plano São Paulo, dificultando a progressão de fases. Também colocou quatro regiões na fase laranja, com restrições mais severas que a amarela, em que se encontra o restante do estado.

Desde sexta, 8, para se manterem na fase amarela (que dá mais liberdade para a operação do comércio e serviços), as regiões devem registar uma taxa de ocupação de leitos de UTI de até 70% — acima disso, passa a vigorar a fase laranja, com restrições mais severas. 

Obrigado por ler a EXAME! Que tal se tornar assinante?


Tenha acesso ilimitado ao melhor conteúdo de seu dia. Em poucos minutos, você cria sua conta e continua lendo esta matéria. Vamos lá?


Falta pouco para você liberar seu acesso.

exame digital

R$ 15,90/mês

  • Acesse onde e quando quiser.

  • Acesso ilimitado a conteúdos exclusivos sobre macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo, tecnologia e finanças.
Assine

exame digital + impressa

R$ 29,90/mês

  • Acesse onde e quando quiser

  • Acesso ilimitado a conteúdos exclusivos sobre macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo, tecnologia e finanças.

  • Edição impressa mensal.

  • Frete grátis
Assine

Já é assinante? Entre aqui.

Atenção! A sua revista EXAME deixa de ser quinzenal a partir da próxima edição. Produziremos uma tiragem mensal. Clique aqui para saber mais detalhes.