Média diária de mortes por covid-19 no Brasil sobe e fica em 392

De acordo com o consórcio de imprensa, o país tem um total de 161.779 óbitos e 5.614.258 casos confirmados da doença

O Brasil tem 161.779 óbitos e 5.614.258 casos confirmados de covid-19, segundo levantamento dos veículos de imprensa junto às Secretarias Estaduais de Saúde e divulgado nesta quinta-feira, 05.

O balanço, atualizado às 20 horas, mostra que no período de um dia foram registradas 609 vítimas e 23.317 testes reagentes para o coronavírus.

Os dados são compilados pelo consórcio de imprensa que reúne UOL, Folha de S.Paulo, O Estado de S. Paulo, O Globo, G1 e Extra.

A média móvel, que contabiliza o número de óbitos da última semana, é de 392. É uma leve alta em relação a quarta-feira, quando a média tinha ficado em 384. Mesmo assim, é o menor patamar desde o fim de maio.

Governo de SP está preocupado com segunda onda

Uma segunda onda de casos e de mortes por covid-19 preocupa autoridades de São Paulo. Nesta quinta-feira, 5, o secretário da Saúde do estado, Jean Gorinchteyn disse que a pandemia está controlada, mas alertou para o aumento de infecções pelo coronavírus em encontros sociais, como reuniões familiares.

De acordo com dados da Secretaria da Saúde, o estado de São Paulo tem um total de 1.125.936 casos confirmados e 39.717 mortes pela covid-19. 

A média de óbitos dos últimos sete dias é de 85 e vem caindo desde setembro. A taxa de leitos de UTI está em 39,4% no estado e em 42,3% na grande São Paulo.

Vacina

O diretor do Instituto Butantan, Dimas Covas, atualizou a progressão da fase de testes para comprovar a eficácia da vacina contra a covid-19, desenvolvida e parceria com o laboratório chinês Sinovac.

Segundo ele, não há necessidade de ampliar o número de voluntários, que atualmente está em 13.000, e que a eficiência do imunizante está muito perto de ser confirmada.

“Os dados de eficácia podem aparecer a qualquer momento. Parte de controle de qualidade da fábrica já está pronta e o Butantan tem capacidade de produzir 1 milhão de vacinas por dia. Estamos aguardando a exportação da matéria-prima por parte do governo da China para começar a produção”, disse.

Obrigado por ler a EXAME! Que tal se tornar assinante?


Tenha acesso ilimitado ao melhor conteúdo de seu dia. Em poucos minutos, você cria sua conta e continua lendo esta matéria. Vamos lá?


Falta pouco para você liberar seu acesso.

exame digital

R$ 12,90/mês
  • Acesse onde e quando quiser.

  • Acesso ilimitado a conteúdos exclusivos sobre macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo, tecnologia e finanças.
Assine

exame digital + impressa

R$ 29,90/mês
  • Acesse onde e quando quiser

  • Acesso ilimitado a conteúdos exclusivos sobre macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo, tecnologia e finanças.

  • Edição impressa mensal.

  • Frete grátis
Assine

Já é assinante? Entre aqui.