Brasil bate novo recorde e tem a maior média diária de mortes por covid-19

De acordo com o consórcio de imprensa, a média móvel, que contabiliza o número de óbitos da última semana, é de 1.223, a maior desde o início da pandemia

O consórcio de veículos de imprensa divulgou um balanço nesta segunda-feira, 1° de março, com os números da pandemia de covid-19 no Brasil, de acordo com dados das Secretarias Estaduais de Saúde. O país tem 255.836 óbitos e 10.589.608 casos confirmados da doença.

O balanço, atualizado às 20 horas, mostra que no período de um dia foram registradas 818 vítimas e 40.479 testes reagentes para o coronavírus.

Os dados são compilados pelo consórcio de imprensa que reúne UOL, Folha de S.Paulo, O Estado de S. Paulo, O Globo, G1 e Extra.

A média móvel, que contabiliza o número de óbitos da última semana, é de 1.223, a maior desde o início da pandemia e o quinto recorde em seis dias. A média de casos é de 56.011.

Vacinados nos estados

Segundo o levantamento feito pelo consórcio de imprensa, o Brasil já tem um total de 6.770.596 doses aplicadas contra a covid-19. Este valor é a soma dos 26 estados mais o Distrito Federal e equivale a 3,20% da população brasileira.

  • AC: 1ª dose - 20.151 (2,25%); 2ª dose - 3.899 (0,44%)
  • AL: 1ª dose - 98.239 (2,93%); 2ª dose - 7.934 (0,24%)
  • AM: 1ª dose - 240.904 (5,73%); 2ª dose - 47.026 (1,12%)
  • AP: 1ª dose - 25.002 (2,90%); 2ª dose - 2.929 (0,34%)
  • BA: 1ª dose - 433.402 (2,90%); 2ª dose - 98.674 (0,66%)
  • CE: 1ª dose - 286.854 (3,12%); 2ª dose - 94.077 (1,02%)
  • DF: 1ª dose - 138.270 (4,53%); 2ª dose - 49.251 (1,61%)
  • ES: 1ª dose - 119.732 (2,95%); 2ª dose - 25.791 (0,63%)
  • GO: 1ª dose - 202.718 (2,85%); 2ª dose - 41.148 (0,58%)
  • MA: 1º dose - 146.661 (2,06%); 2ª dose - 50.898 (0,72%)
  • MG: 1ª dose - 587.736 (2,76%); 2ª dose - 251.590 (1,18%)
  • MS: 1ª dose - 112.920 (4,02%); 2ª dose - 48.652 (1,73%)
  • MT: 1ª dose - 85.268 (2,42%); 2ª dose - 32.294 (0,92%)
  • PA: 1ª dose - 139.428 (1,60%); 2ª dose - 49.227 (0,57%)
  • PB: 1ª dose - 112.401 (2,78%); 2ª dose - 35.554 (0,88%)
  • PE: 1ª dose - 305.012 (3,17%); 2ª dose - 111.622 (1,16%)
  • PI: 1ª dose - 71.723 (2,19%) ; 2ª dose - 21.402 (0,65%)
  • PR: 1ª dose - 298.809 (2,59%); 2ª dose - 102.481 (0,89%)
  • RJ: 1ª dose - 499.853 (2,88%); 2ª dose - 127.735 (0,74%)
  • RN: 1ª dose - 91.319 (2,58%); 2ª dose - 35.218 (1%)
  • RO: 1ª dose - 46.890 (2,61%); 2ª dose - 8.611 (0,48%)
  • RR: 1ª dose - 27.913 (4,42%); 2ª dose - 9.121 (1,45%)
  • RS: 1ª dose - 464.466 (4,07%); 2ª dose - 105.701 (0,93%)
  • SC: 1ª dose - 180.199 (2,48%); 2ª dose - 58.567 (0,81%)
  • SE: 1ª dose - 45.836 (1,98%); 2ª dose - 24.909 (1,07%)
  • SP: 1ª dose - 1.940.422 (4,19%); 2ª dose - 546.112 (1,18%)
  • TO: 1ª dose - 44.845 (2,82%); 2ª dose - 10.020 (0,63%)

Butantan vai antecipar entrega de vacinas

Instituto Butantan vai concluir a entrega de 100 milhões de doses da vacina contra a covid-19 ao Ministério da Saúde até o dia 30 de agosto deste ano. Isso representa um mês antes da data-limite que foi acordada em contrato com o governo federal. Somente em março, serão entregues 21 milhões de vacinas.

“Isso só foi possível porque a fábrica do Butantan está trabalhando 24 horas por dia. Até o fim de abril entregaremos 46 milhões de doses, e até 30 de agosto, outras 54 milhões. Inicialmente era 30 de setembro. A orientação é tentarmos acelerar o máximo possível a produção, tendo em vista que é a única solução definitiva para o Brasil sair dessa crise”, disse o governador João Doria (PSDB), em entrevista coletiva nesta segunda-feira, 1° de março.

Obrigado por ler a EXAME! Que tal se tornar assinante?


Tenha acesso ilimitado ao melhor conteúdo de seu dia. Em poucos minutos, você cria sua conta e continua lendo esta matéria. Vamos lá?


Falta pouco para você liberar seu acesso.

exame digital

R$ 12,90/mês
  • Acesse onde e quando quiser.

  • Acesso ilimitado a conteúdos exclusivos sobre macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo, tecnologia e finanças.
Assine

exame digital + impressa

R$ 29,90/mês
  • Acesse onde e quando quiser

  • Acesso ilimitado a conteúdos exclusivos sobre macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo, tecnologia e finanças.

  • Edição impressa mensal.

  • Frete grátis
Assine

Já é assinante? Entre aqui.