Cármen Lúcia dá uma lição sobre desigualdade de gênero no STF

A presidente do STF deu uma bronca no ministro Luiz Fux quando ele interrompeu a fala da ministra Rosa Weber

São Paulo – Durante sessão plenária na última quarta-feira (10), a presidente do Supremo Tribunal Federal (STF), Cármen Lúcia, deu uma bronca no ministro Luiz Fux quando ele interrompeu a fala da ministra Rosa Weber.

A ministra se queixou da desigualdade entre homens e mulheres na Corte ao dizer que os magistrados as interrompem constantemente. Vale lembrar que  Cármen Lúcia e Rosa Weber são as únicas mulheres na composição atual do STF.

Cármen chamou a atenção de Fux quando ele disse que concedia a palavra para que Rosa Weber proferisse o seu voto.  “Como concede a palavra? É a vez dela votar. Ela é quem concede, se quiser, uma parte”, afirmou a ministra.

Em seguida, a presidente da Suprema Corte citou uma pesquisa que diz que em todos os tribunais constitucionais onde há mulheres, as ministras são 18 vezes mais interrompidas do que os ministros.

Veja o diálogo:

Cármen Lúcia: Ministra Rosa Weber, Vossa Excelência tem a palavra para voto.

Rosa Weber: Ministro Lewandowski, o ministro Fux é quem tinha me concedido um aparte.

[Nesse momento, o ministro Luiz Fux interrompe a fala das ministras]

Cármen Lúcia: Agora é o momento do voto.

Luiz Fux: Concedo a palavra para o voto integral.

Cármen Lúcia: Como concede a palavra? É a vez dela votar. Ela é quem concede, se quiser, à Vossa Excelência, uma parte.

Foi feita agora uma análise, só um parêntese. Foi feita agora uma pesquisa, já dei ciência à ministra Rosa, em todos os tribunais constitucionais onde há mulheres, o número de vezes em que as mulheres são aparteadas é 18 vezes maior do que entre os ministros.

Luiz Fux: Deve ser inveja.

Cármen Lúcia: E vou dizer mais, a ministra Sotomayor [da Suprema Corte americana] me perguntou: como é lá? Lá, em geral, eu e a ministra Rosa, não nos deixam falar, então nós não somos interrompidas.  Mas agora é a vez de a ministra [Rosa Weber], por direito constitucional, votar. Tem a palavra, ministra.

Assista ao momento da lição sobre desigualdade de gênero

Obrigado por ler a EXAME! Que tal se tornar assinante?


Tenha acesso ilimitado ao melhor conteúdo de seu dia. Em poucos minutos, você cria sua conta e continua lendo esta matéria. Vamos lá?


Falta pouco para você liberar seu acesso.

exame digital

R$ 12,90/mês
  • Acesse onde e quando quiser.

  • Acesso ilimitado a conteúdos exclusivos sobre macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo, tecnologia e finanças.
Assine

exame digital + impressa

R$ 29,90/mês
  • Acesse onde e quando quiser

  • Acesso ilimitado a conteúdos exclusivos sobre macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo, tecnologia e finanças.

  • Edição impressa mensal.

  • Frete grátis
Assine

Já é assinante? Entre aqui.