Candidato no Recife, João Campos promete crédito a empresários negativados

Em entrevista à EXAME, o candidato do PSB conta que a ideia é conceder empréstimo de até 3 mil reais para pequenos empreendedores

Em uma das disputas mais acirradas das eleições municipais de 2020, o deputado federal João Campos (PSB), aos 27 anos de idade, disputa a prefeitura do Recife com a prima, também representante de Pernambuco na Câmara dos Deputados, Marília Arraes (PT), de 36 anos. A um dia da definição do pleito, depois de terem enterrado candidaturas de direita no primeiro turno, os dois estão tecnicamente empatados, pelas pesquisas mais recentes. 

O cenário político e econômico está em constante mudança no Brasil. Venha aprender o que realmente importa na EXAME Research

À EXAME, João Campos explicou as principais propostas, caso seja escolhido para assumir a prefeitura do Recife em 2021, ainda em meio à pandemia do novo coronavírus e com ameaça de uma segunda onda de contágios. O candidato do PSB garante que não faltam ideias para alavancar o crescimento do município, mesmo em condições adversas. A aposta dele é em programa para ajudar pequenos negócios e em estratégias para estimular a geração de empregos.

Veja os principais trechos da entrevista: 

Quem assumir a prefeitura do Recife em 2021 terá desafios enormes, com a pandemia ainda em alta. Um dos legados da covid-19 é o desemprego. Quais são as principais propostas nesse sentido?

Na questão do emprego, que já era desafiadora e se tornou ainda mais crônica em todo o Brasil, com a pandemia do novo coronavírus, temos um amplo leque de propostas viáveis e capazes de fazer o Recife largar na frente na retomada econômica. A criação do maior programa de Crédito Popular das capitais brasileiras é um exemplo disso. Além disso, outras realizações estratégicas atenderão à demanda para geração de emprego e renda, como a criação da Investi in Recife, agência que vai atrair investimentos, e o Desenvolve Recife, um equipamento que reunirá serviços diversos, a exemplo da Sala do Empreendedor, Agência do Trabalho, cursos de qualificação e coworking.

As empresas, principalmente as menores, estão com dificuldade para manter as portas abertas. A partir de janeiro, começam a diminuir as medidas de socorro do governo federal. Como a prefeitura do Recife deve reagir a isso?  

O Crédito Popular do Recife tende a beneficiar os pequenos negócios, garantindo a renda em tempos difíceis. Será assegurado empréstimo de até 3.000 reais, com carência de até quatro meses para começar a pagar, em 12 parcelas e juros de 0,99% ao mês. Mesmo empreendedores negativados podem receber o crédito. E a prefeitura ainda paga a última parcela para quem quitar em dia, permitindo que mais gente aproveite o benefício. O programa terá um custo maior de implantação no primeiro ano, mas os anos subsequentes já terão um reforço financeiro grande a partir da devolução do empréstimo, considerando que este tipo de empreendedor é bom pagador no mercado. 

Recife registrou a maior desigualdade entre as capitais do Brasil em 2019, segundo o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). Quais são as propostas para combater o problema?

Todas essas iniciativas contribuem não só para o aquecimento da economia, mas também para o combate à desigualdade social. Temos ações que cumprem esse papel em todas as áreas de atuação. Na educação, teremos a duplicação do número de vagas em creches, a alfabetização até os sete anos de idade e a qualificação de jovens através do Embarque Digital, com 50% das vagas garantidas para as pessoas negras. Só pela educação é possível fazer uma transformação social impactante e se enfrentar este desafio histórico da desigualdade social, presente em todo o país. 

Com a possibilidade de uma segunda onda, como deve ser feita a reposição das aulas perdidas durante a pandemia?

Em relação a esse ponto, a proposta é fazer um diagnóstico da situação atual, por aluno e por escola, do déficit de aprendizagem durante esse período de calamidade pública na saúde. Apenas com fundamento nessas informações é que teremos condições de construir um modelo de retomada que seja seguro para o aluno e o professor. Sendo eleito prefeito do Recife, vou manter a responsabilidade para ouvir os especialistas em saúde e discutir a retomada de eventos públicos de maior porte e o reinício total das aulas. Vamos discutir não só com as autoridades da saúde, mas também com todos aqueles que fazem a educação. 

No primeiro turno, os dois candidatos ficaram praticamente empatados. Na sua opinião, qual é o maior diferencial entre vocês? Por que a vitória de João Campos é mais interessante para o eleitor?

Com muita responsabilidade e senso de dever social, fazendo conta e estudando detalhadamente cada proposta, sabendo unir as pessoas e dialogar com todos os segmentos da sociedade, a nossa campanha se mostra a mais preparada para enfrentar os anos desafiadores que teremos pela frente. O sentimento das ruas nos faz sentir que seremos, sim, a candidatura vitoriosa desta eleição e que faremos a gestão priorizando o social, mas cumprindo a responsabilidade com as contas públicas.

Obrigado por ler a EXAME! Que tal se tornar assinante?


Tenha acesso ilimitado ao melhor conteúdo de seu dia. Em poucos minutos, você cria sua conta e continua lendo esta matéria. Vamos lá?


Falta pouco para você liberar seu acesso.

exame digital

R$ 15,90/mês

  • Acesse onde e quando quiser.

  • Acesso ilimitado a conteúdos exclusivos sobre macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo, tecnologia e finanças.
Assine

exame digital + impressa

R$ 44,90/mês

  • Acesse onde e quando quiser

  • Acesso ilimitado a conteúdos exclusivos sobre macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo, tecnologia e finanças.

  • Edição impressa quinzenal.

  • Frete grátis
Assine

Já é assinante? Entre aqui.

Atenção! A sua revista EXAME deixa de ser quinzenal a partir da próxima edição. Produziremos uma tiragem mensal. Clique aqui para saber mais detalhes.