Câmara compra 26 mil lâmpadas de LED para diminuir conta de luz

Casa optou por comprar lâmpadas econômicas em 2017; no ano passado, o gasto com energia elétrica foi superior a R$ 14,5 milhões

Brasília – Em meio ao ajuste fiscal, a Câmara dos Deputados investiu quase R$ 900 mil na compra de 26.350 lâmpadas de LED de diversas potências elétricas. Elas substituirão as lâmpadas fluorescentes na Casa.

Até o momento, 13 mil lâmpadas já foram substituídas. A expectativa é que até junho deste ano o trabalho seja finalizado, com a instalação de outras 13 mil lâmpadas.

De acordo com a assessoria de imprensa da Câmara, foram investidos R$ 899.753,00 para a aquisição de 26.350 lâmpadas de LED de diversas potências elétricas, ao preço médio de R$ 34,14. “A economia de consumo de energia elétrica é de cerca de 40% por lâmpada substituída. O retorno do investimento ocorrerá em aproximadamente dois anos”, afirmou a EXAME.com a equipe de comunicação da Casa.

Em 2016, a Câmara dos Deputados consumiu 22.788.597 KWh, o que correspondeu a um gasto anual de R$ 14,5 milhões. O gasto mensal médio foi de R$ 1,2 milhão.

O objetivo da substituição é diminuir o consumo de energia elétrica, uma vez que as lâmpada LED são mais eficientes. Com isso, o impacto ambiental é menor. Outro ponto positivo é a maior vida útil, o que deve diminuir os custos de manutenção do sistema de iluminação.

Do ponto de vista financeiro, o modelo adquirido garante oito anos de funcionamento – assim, o valor pago pela lâmpada é compensado com 25% da sua vida útil. O que será feito com o material substituído? Armazenado em um depósito na Câmara, poderá ser doado para outros órgãos públicos, vendido ou descartado.

Apoie a Exame, por favor desabilite seu Adblock.