Brasil

Brasil tem queda de 5,7% nos assassinatos em 2023 na comparação com 2022, diz Ministério da Justiça

No mesmo período, houve redução de 79% no registro de novas armas de fogo

Ministério da Justiça, em Brasília (DF) (Geraldo Magela/Agência Senado)

Ministério da Justiça, em Brasília (DF) (Geraldo Magela/Agência Senado)

Agência o Globo
Agência o Globo

Agência de notícias

Publicado em 21 de dezembro de 2023 às 14h36.

Segundo novos dados do Ministério da Justiça, o número de casos de crimes violentos letais caiu 5,7% no país entre 2022 e 2023. Os indicadores consideram homicídios dolosos, lesões corporais seguidas de morte,latrocínios e feminicídios. O dado não inclui letalidade policial.

A letalidade no país vem em tendência de queda desde 2018, com uma recente redução do ritmo.

Em 2020, o Brasil era o oitavo país mais violento do mundo, de acordo com ranking do Escritório das Nações Unidas para Crimes e Drogas (UNODC). Com 2,7% da população do planeta, respondia por 20,4% dos 232.676 homicídios registrados naquele ano em 102 países pelo órgão.

O ministro da Justiça, Flávio Dino, relaciona a redução ao endurecimento das regras para registro de armas de fogo, que teve queda de 79% comparado ao ano passado, e ao aumento de apreensão de armas ilegais, de 16%.

Foram 28,3 mil novas armas registradas de janeiro a novembro, e 9,8 mil ilegais apreendidas.

Os dados foram apresentados no último balanço da gestão de Dino na Justiça, que deixa o cargo em 8 de janeiro para assumir como ministro do Supremo Tribunal Federal (STF).

— Estou feliz com a redução dos crimes violentos letais intencionais, com a redução do desmatamento, com o que conquistamos até aqui — afirmou.

O ministro também destacou aumento de 122% na fiscalização em estradas federais para combate à exploração sexual de crianças e adolescentes. Foram 14,3 mil locais vulneráveis fiscalizados neste ano, ante 6,4 mil em 2022.

Acompanhe tudo sobre:Ministério da Justiça e Segurança PúblicaCrimeAssassinatos

Mais de Brasil

Convenções começam neste sábado com oficialização de candidaturas de Boulos, Paes e Fuad

Convenção para oficializar chapa Boulos-Marta em SP terá Lula e 7 ministros do governo

Convenção do PRTB e disputas judiciais podem barrar Pablo Marçal na disputa em SP; entenda

TSE divulga perfil do eleitor que vai às urnas em outubro; veja qual é

Mais na Exame