Brasil registra mais 271 mortes pela covid e passa das 679 mil vítimas

No total, o Brasil tem 679.063 vítimas e 33.890.290 contaminados
Covid-19: várias partes do mundo registraram novas altas de infecções nas últimas semanas (Grace Cary/Getty Images)
Covid-19: várias partes do mundo registraram novas altas de infecções nas últimas semanas (Grace Cary/Getty Images)
E
Estadão Conteúdo

Publicado em 03/08/2022 às 08:08.

Última atualização em 03/08/2022 às 08:12.

O Brasil notificou 33.485 novos casos da covid-19 nesta terça-feira, 2. A média móvel de testes positivos, que elimina distorções entre dias úteis e fim de semana, ficou em 33.812. O País também registrou 271 novas mortes pelo coronavírus nas últimas 24 horas. A média diária de óbitos na última semana é de 214 e está há 36 dias acima de 200.

Diante da flexibilização das medidas de isolamento e o avanço de variantes mais transmissíveis do coronavírus, várias partes do mundo registraram novas altas de infecções nas últimas semanas. No total, o Brasil tem 679.063 vítimas e 33.890.290 contaminados. Especialistas apontam, porém, que o número de infectados deve ser muito maior, diante das dificuldades de testagem, nos meses iniciais da pandemia, e depois à subnotificação de casos positivos - parte dos infectados que tiveram diagnóstico por autoteste, por exemplo, não lançam os dados em registros públicos.

Os dados diários do Brasil são do consórcio de veículos de imprensa formado por Estadão, G1, O Globo, Extra, Folha e UOL em parceria com 27 secretarias estaduais de Saúde, em balanço divulgado às 20h. De acordo com os números do governo, mais de 32,4 milhões de pessoas se recuperaram da doença desde o início da pandemia.

Os seis meios de comunicação passaram a trabalhar em conjunto, desde 8 de junho de 2020, para reunir as informações necessárias nos 26 Estados e no Distrito Federal. A iniciativa inédita é uma resposta à decisão do governo Jair Bolsonaro de restringir o acesso a dados sobre a pandemia, mas foi mantida após os registros governamentais continuarem a ser divulgados.

LEIA TAMBÉM: Quarta dose da Pfizer reduz risco de contrair covid, diz estudo

Nesta terça-feira, o Ministério da Saúde informou que foram registrados mais de 34,4 mil novos casos e 295 mortes pela covid-19 nas últimas 24 horas. No total, segundo a pasta, o País soma 33.890.428 casos positivados da doença e 679.010 vítimas do novo coranavírus. Os números são diferentes do compilado pelo consórcio de veículos de imprensa principalmente por causa do horário de coleta dos dados.

Brasil ultrapassa 101 milhões de pessoas com dose de reforço contra a covid

O número de pessoas vacinadas com ao menos uma dose contra a covid-19 no Brasil chegou nesta terça-feira, 2, a 179.931.985, o equivalente a 83,76% da população total. Mais de 52 mil brasileiros receberam a segunda aplicação do imunizante e 867 receberam a vacina de aplicação única da Janssen nas últimas 24 horas, de acordo com os dados reunidos pelo consórcio de veículos de imprensa junto a secretarias de 26 Estados e do Distrito Federal.

Do total, 169,11 milhões completaram o esquema vacinal primário (duas doses ou vacina da Janssen), o que representa 78,7% da população total.

A dose de reforço foi aplicada em 101.063.590 pessoas. Até o momento, 22,4 milhões de pessoas também receberam o reforço extra da quarta dose. Na população infantil, mais de metade (50 71%) das crianças de 3 a 11 anos já se imunizaram com a primeira dose da vacina, enquanto 32,6% completaram o esquema vacinal primário (duas aplicações).

Considerando todas as notificações, o Brasil administrou pouco mais de 302 mil doses contra a covid desde a última segunda-feira, 1º de agosto.

Em relação aos dados de pessoas que estão parcialmente vacinadas com a primeira dose, os números divulgados pelo Distrito Federal indicam uma diferença negativa de 59.451 aplicações em relação aos números de segunda-feira, 1º. Por essa razão, a quantidade total de pessoas registradas nesta terça-feira que já receberam a primeira dose (179.931.985) é menor do que a que foi publicada na última segunda-feira (179.965.430).

LEIA TAMBÉM: Pfizer pede à Anvisa autorização para vacinar crianças de 6 meses a 4 anos contra covid