Brasil

Brasil registra 76,3 mil novos casos de covid e 162 mortes em 24h

O número de pessoas vacinadas com ao menos uma dose contra a covid-19 no Brasil chegou nesta segunda-feira, 17, a 162.210.686 o equivalente a 75,51% da população total

Paciente com covid-19 é tratado em hospital. (Kacper Pempel/Reuters)

Paciente com covid-19 é tratado em hospital. (Kacper Pempel/Reuters)

EC

Estadão Conteúdo

Publicado em 17 de janeiro de 2022 às 20h55.

O Brasil registrou 162 novas mortes pela covid-19 nesta segunda-feira, 17. A média semanal de vítimas, que elimina distorções entre dias úteis e fim de semana, ficou em 160, mantendo a tendência de aumento por sete dias consecutivos.

O número de novas infecções notificadas foi de 76.345, enquanto a média móvel de testes positivos é de 75.253 - um aumento de 662% em relação à de duas semanas atrás e a maior desde 24 de junho do ano passado, quando o índice estava em 77.070. No total o Brasil tem 621.261 mortos e 23.083.297 casos da doença.

Quer saber tudo sobre o ritmo da vacinação contra a covid-19 no Brasil e no Mundo? Assine a EXAME e fique por dentro.

Os dados diários do Brasil são do consórcio de veículos de imprensa formado por Estadão, G1, O Globo, Extra, Folha e UOL em parceria com 27 secretarias estaduais de Saúde, em balanço divulgado às 20h. Segundo os números do governo, 21,7 milhões de pessoas se recuperaram desde o início da pandemia.

São Paulo teve 12 mortes e 1.330 novos casos nas últimas 24 horas. A maior quantidade de testes positivos para o coronavírus no período veio do Rio Grande do Sul, que notificou 13 mil novas infecções e 12 vítimas fatais da doença. O Acre não divulgou os dados do período.

O balanço de óbitos e casos é resultado da parceria entre os seis meios de comunicação que passaram a trabalhar, desde 8 de junho de 2020, de forma colaborativa para reunir as informações necessárias nos 26 Estados e no Distrito Federal. A iniciativa inédita é uma resposta à decisão do governo Bolsonaro de restringir o acesso a dados sobre a pandemia, mas foi mantida após os registros governamentais continuarem a ser divulgados.

O Ministério da Saúde informou que foram registrados 74.134 novos casos e mais 121 mortes pela covid-19 nas últimas 24 horas. No total, segundo a pasta, são 23.074.791 pessoas infectadas e 621.166 óbitos. Os números são diferentes do compilado pelo consórcio de veículos de imprensa principalmente por causa do horário de coleta dos dados.

Vacinados

O número de pessoas vacinadas com ao menos uma dose contra a covid-19 no Brasil chegou nesta segunda-feira, 17, a 162.210.686 o equivalente a 75,51% da população total. Nas últimas 24 horas 165.646 pessoas receberam a primeira dose da vacina, de acordo com dados reunidos pelo consórcio de veículos de imprensa. Ao todo, dez Estados não divulgaram o avanço da imunização no período.

Entre os mais de 162 milhões de vacinados, 147,3 milhões receberam a segunda dose ou um imunizante de aplicação única, o que representa 68,57% da população total.

Nas últimas 24 horas, 598,4 mil pessoas receberam a segunda dose e outras 94,7 mil receberam o imunizante produzido pela Johnson & Johnson.

Nesta segunda, 1,8 milhão de pessoas ainda receberam a dose de reforço. Ao todo, 35,6 milhões de brasileiros já foram "revacinados" - o equivalente a 16,61% da população total.

Somando todas as vacinas aplicadas, o Brasil administrou 2,69 milhões de doses nas últimas 24 horas.

Os Estados que não divulgaram os registros de vacinação nesta segunda são: Acre, Amapá, Goiás, Paraíba, Paraná, Rio de Janeiro Rondônia, Roraima, Santa Catarina e Tocantins.

São Paulo tem 81,77% da população total vacinada ao menos com uma dose contra o coronavírus, e 78,75% com duas doses ou aplicação única, o mais avançado do País. Os outros quatro Estados com a maior proporção de habitantes com essa taxa são: Piauí (75,42%), Santa Catarina (74,67%), Minas Gerias (72,73%) e Rio Grande do Sul (72,33%).

Acompanhe tudo sobre:CoronavírusPandemiaSaúde no Brasil

Mais de Brasil

Quero ser responsável pela vitória dele, diz Lula no lançamento da candidatura de Boulos em SP

Com esquerda em peso e até bolsonarista, PSD oficializa candidatura de Paes sem definir vice

Vamos colocar a periferia em primeiro lugar, diz Boulos ao oficializar candidatura ao lado de Lula

Fuad e Kassab apostam em discurso moderado e feitos da gestão para reeleição em prefeitura BH

Mais na Exame