Bolsonaro recebe Tarcísio no Planalto em meio à definição de estratégias

O encontro ocorre em meio à definição de estratégias do chefe do Executivo para a segunda etapa da eleição presidencial
Tarcísio obteve 42,32% dos votos válidos no primeiro turno, ante 35,70% de Haddad (EVARISTO SA/Getty Images)
Tarcísio obteve 42,32% dos votos válidos no primeiro turno, ante 35,70% de Haddad (EVARISTO SA/Getty Images)
E
Estadão Conteúdo

Publicado em 03/10/2022 às 16:27.

Última atualização em 03/10/2022 às 17:02.

O presidente Jair Bolsonaro (PL) recebeu nesta segunda-feira, 3, no Palácio do Planalto, o ex-ministro da Infraestrutura Tarcísio de Freitas (Republicanos), que disputa o governo de São Paulo no segundo turno contra o ex-prefeito Fernando Haddad (PT). O encontro ocorre em meio à definição de estratégias do chefe do Executivo para a segunda etapa da eleição presidencial.

Tarcísio obteve 42,32% dos votos válidos no primeiro turno, ante 35,70% de Haddad. Na véspera da eleição, o Datafolha havia mostrado o petista na frente com 39%, o candidato do Republicanos com 31% e o governador Rodrigo Garcia (PSDB), que acabou ficando de fora da disputa, com 23%. A possibilidade de haver voto útil em Garcia preocupava a campanha de Bolsonaro. Por isso, agora a avaliação é que Bolsonaro tem um palanque forte no maior colégio eleitoral do País.

Ao contrário do que apontavam as pesquisas de intenção de voto, Bolsonaro superou Lula em SP e no Rio de Janeiro. O único dos três maiores colégios eleitorais em que o petista ganhou foi em Minas Gerais. A campanha do chefe do Executivo, agora, deve manter o foco no Sudeste. No Rio, ele terá o palanque do governador Cláudio Castro (PL), que se reelegeu. Em MG, Bolsonaro busca diálogo com o governador reeleito Romeu Zema (Novo).

Veja também: 

Partido de Bolsonaro terá 99 deputados federais a partir de 2023; veja as bancadas eleitas

Eleições 2022: quais são as principais promessas de Lula e Bolsonaro para a economia