Bolsonaro planeja colocar Ciro Nogueira na Casa Civil para agradar aliados

Convidado para substituir Luiz Eduardo Ramos, presidente do PP ficou contrariado com atuação do Planalto no Senado e com liberação de crédito para o governo do Piauí, comandado por adversário
Para conter insatisfações de aliados do Centrão, o presidente Jair Bolsonaro avalia uma nova mudança ministerial (Agência Senado/Jefferson Rudy)
Para conter insatisfações de aliados do Centrão, o presidente Jair Bolsonaro avalia uma nova mudança ministerial (Agência Senado/Jefferson Rudy)
Por Agência O GloboPublicado em 21/07/2021 12:04 | Última atualização em 21/07/2021 16:16Tempo de Leitura: 2 min de leitura

Para conter insatisfações de aliados do Centrão, o presidente Jair Bolsonaro avalia uma nova mudança ministerial com a substituição do ministro-chefe da Casa Civil, Luiz Eduardo Ramos. Para o posto, Bolsonaro sondou o senador Ciro Nogueira (PI), presidente do Progressistas, um dos principais partidos da base do governo. Na manhã desta quarta-feira, Bolsonaro anunciou que fará uma 'pequena mudança ministerial', sem detalhar quais ministros seriam trocados.

  • Entenda como as decisões do Planalto, da Câmara e do Senado afetam seus investimentos. Assine a EXAME.

Além de melhorar a articulação no Senado, em meio à CPI a Covid e com dificuldades na indicação de André Mendonça para o Supremo Tribunal Federal (STF), a mudança serviria para aplacar uma insatisfação pessoal do próprio Ciro.

Pré-candidato ao governo do Piauí, o senador ficou irritado com o fato de o governo do Piauí, comandado por seu adversário político Wellington Dias (PT), ter anunciado na semana passada que o Ministério da Economia autorizou uma operação de crédito por meio do Banco do Brasil de R$ 800 milhões para o estado. Procurado, Ciro negou que tenha ficado insatisfeito com o episódio. Caso a nomeação de Ciro seja confirmada, será o primeiro senador a ocupar um ministério no governo Bolsonaro. A Casa Civil é responsável pela coordenação entre os ministérios e pela nomeação dos principais cargos no governo.

Em entrevista à Joven Pan Itapetininga na manhã desta quarta, Bolsonaro confirmou que deve fazer uma "pequena mudança ministerial" na próxima semana, mas não entrou em detalhes.

Caso a nomeação de Ciro seja confirmada, será o primeiro senador a ocupar um ministério no governo Bolsonaro. A Casa Civil é responsável pela coordenação entre os ministérios e pela nomeação dos principais cargos no governo.