Bolsonaro permanece na UTI e vai reiniciar fisioterapia, diz hospital

"(Bolsonaro) continua recebendo analgésicos para controle da dor, afebril e sem outros sinais de infecção", disse o hospital em boletim

O candidato do PSL à Presidência, Jair Bolsonaro, permanece na Unidade de Terapia Intensiva (UTI) com evolução clínica estável, após realização de cirurgia de emergência na noite de quarta-feira, informou o hospital Albert Einstein em boletim médico nesta sexta-feira.

O candidato irá reiniciar fisioterapia nesta sexta-feira, com caminhada e exercícios respiratórios, acrescentou o hospital.

"(Bolsonaro) continua recebendo analgésicos para controle da dor, afebril e sem outros sinais de infecção. Durante o dia de hoje reiniciará fisioterapia --caminhada e exercícios respiratórios", disse o hospital em boletim.

O candidato do PSL foi alvo de uma facada há uma semana quando fazia campanha em Juiz de Fora (MG) e passou por uma cirurgia na Santa Casa de Misericórdia da cidade mineira por causa de ferimentos nos intestinos grosso, delgado e em uma veia abdominal.

Na noite de quarta-feira, o candidato passou por outra cirurgia, uma operação de urgência, para desobstrução intestinal depois que exames detectaram aderência nas paredes do intestino.

Obrigado por ler a EXAME! Que tal se tornar assinante?


Tenha acesso ilimitado ao melhor conteúdo de seu dia. Em poucos minutos, você cria sua conta e continua lendo esta matéria. Vamos lá?


Falta pouco para você liberar seu acesso.

exame digital

R$ 1,90

Nos três primeiros meses,
após este período: R$ 15,90

  • Acesse onde e quando quiser.

  • Acesso ilimitado a conteúdos exclusivos sobre macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo, tecnologia e finanças.
Assine

exame digital + impressa

R$ 29,90/mês

  • Acesse onde e quando quiser

  • Acesso ilimitado a conteúdos exclusivos sobre macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo, tecnologia e finanças.

  • Edição impressa mensal.

  • Frete grátis
Assine

Já é assinante? Entre aqui.

Atenção! A sua revista EXAME deixa de ser quinzenal a partir da próxima edição. Produziremos uma tiragem mensal. Clique aqui para saber mais detalhes.
Utilizamos cookies essenciais e tecnologias semelhantes de acordo com a nossa Política de Privacidade e, ao continuar navegando, você concorda com estas condições.