BNDES adia para 6 de setembro audiência sobre privatização do Porto de Santos

A audiência será virtual e terá início às 9h30. Os interessados em participar do debate podem obter informações no site do BNDES
A remarcação da data consta de aviso publicado no Diário Oficial da União (DOU) desta sexta-feira, 19. (Germano Lüders/Exame)
A remarcação da data consta de aviso publicado no Diário Oficial da União (DOU) desta sexta-feira, 19. (Germano Lüders/Exame)
E
Estadão ConteúdoPublicado em 19/08/2022 às 10:58.

O Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES) adiou de 22 de agosto para 6 de setembro a realização de audiência pública para discutir a desestatização do Porto de Santos e receber sugestões ao processo. A remarcação da data consta de aviso publicado no Diário Oficial da União (DOU) desta sexta-feira, 19.

A audiência será virtual e terá início às 9h30. Os interessados em participar do debate podem obter informações no site do BNDES.

No início do mês, o ministro da Infraestrutura, Marcelo Sampaio, afirmou que o governo enviará os estudos de privatização do Porto de Santos ainda em agosto ao Tribunal de Contas da União (TCU).

Sampaio também tem reiterado que o governo pretende leiloar o ativo neste ano, em dezembro. "Pretendemos fazer três desestatizações de autoridades portuárias neste ano: São Sebastião, Itajaí e Porto de Santos até o final do ano", repetiu na quinta-feira em entrevista coletiva de imprensa.

Como já mostrou o Broadcast (sistema de notícias em tempo real do Grupo Estado), a realização do leilão em 2022 é vista com cada vez mais desconfiança no setor - e mesmo por integrantes do governo.

Para fazer o leilão em dezembro, o governo espera que TCU dê aval à desestatização até outubro. A Corte, contudo, pode levar mais tempo para analisar o projeto do porto.

Veja também: 

Nova dona de Congonhas assume aeroportos que deram prejuízo de R$ 8 milhões em 2021

Vereador Gabriel Monteiro é cassado pela Câmara do Rio