Bancos, B3 e rodízio: o que vai funcionar no megaferiado na capital de SP

Mercado financeiro decidiu seguir com operações; Banco Central já informou que feriado bancário de Corpus Christi ocorrerá, em todo Brasil, em 11 de junho

A cidade de São Paulo terá um megaferiado de cinco dias nesta semana, entre os dias 20 e 24 de maio. O objetivo é aumentar a taxa de isolamento na capital, em uma estratégia de reduzir a propagação do novo coronavírus.

No decreto assinado nesta manhã pelo prefeito de São Paulo, Bruno Covas (PSDB), ficaram transferidos os feriados de Corpus Christi (11 de junho) e da Consciência Negra (20 de novembro) para a próxima quarta-feira, 20, e quinta-feira, 21. A sexta-feira, 22, será de ponto facultativo.

Há, ainda, um projeto em âmbito estadual para antecipar o feriado da Revolução Constitucionalista (09 de julho) para a segunda-feira, 25. A Assembleia Legislativa afirmou que deve decidir sobre a proposta do governo até quinta-feira, 21.

Em coletiva no Palácio dos Bandeirantes, o secretário estadual de Saúde, José Henrique Germann, alertou para a necessidade de ficar em casa. “O feriado não é de lazer. Não é para ir para a praia, parques, tem que usar máscara e tem que ficar em casa”.

O mercado financeiro e os bancos vão operar?

Após discussão durante toda a manhã, o mercado financeiro decidiu que manterá todas as suas atividades de registro, negociação, custódia, compensação e liquidação de operações, em horários regulares. Seguindo a decisão da B3, o Tesouro Direto também definiu que seguirá normalmente para investimentos e resgates.

A Caixa Econômica Federal confirmou, por meio de sua assessoria de imprensa, que irá manter suas agências em funcionamento nos próximos dias para atendimento dos beneficiários do auxílio emergencial, a despeito do feriado.

“Com o objetivo de evitar aglomerações, longas filas e a sobreposição de calendários, a Caixa informa que manterá as agências em funcionamento em todo o estado de São Paulo, de 8h às 14h, para atendimento do Auxílio Emergencial, conforme calendário divulgado. No sábado também haverá abertura de unidades”, informou a instituição por meio de nota.

Os outros grandes bancos nacionais ainda não se posicionaram. Nesta tarde, o Banco Central informou que o feriado bancário de Corpus Christi ocorrerá, em todo o Brasil, no dia 11 de junho de 2020. Este será o dia considerado “não útil” para fins de “operações praticadas no mercado financeiro, inclusive quanto às atividades e aos sistemas de responsabilidade desta autarquia”.

O que vai funcionar?

Por conta da pandemia do novo coronavírus, maioria dos serviços presenciais, como Poupatempo e Detran, já está suspenso. As aulas à distância das escolas municipais também não acontecerão. 

As feiras livres vão funcionar normalmente durante todos os dias. Os mercados municipais também continuarão operando, mas em horários diferenciados. Já em relação aos ônibus, entre quarta e domingo serão disponibilizados 5.991 veículos que atendem às 1.013 linhas da Capital, inclusive as 150 noturnas. O atendimento nos postos de venda em terminais de ônibus e no Expresso Tiradentes também permanecem em operação, das 6h às 22h.

Segundo a prefeitura, os serviços de administração direta de direitos humanos como os Centros de Referência de Assistência Social (CRAS) e os Centros de Referência Especializados para População em Situação de Rua (Centro POP) permanecem fechados. As 13 unidades do Centro de Apoio ao Trabalho e Empreendedorismo (Cate) também.

No decreto municipal, há estabelecido que o feriado não se aplica “às unidades de saúde, segurança urbana, assistência social e do serviço funerário, além de outras unidades cujas atividades não possam sofrer solução de continuidade”.

Como será o rodízio na capital?

O Rodízio Municipal de Veículos ficará suspenso de quarta-feira, 20, a domingo, 24. Neste caso, os veículos com placa final 5, 6, 7 e 8 podem circular sem restrição.

Apoie a Exame, por favor desabilite seu Adblock.

Você já leu todo conteúdo gratuito deste mês.

Assine e tenha o melhor conteúdo do seu dia, talvez o único que você precise.

Já é assinante? Entre aqui.

Plano mensal Revista Digital

Plano mensal Revista Digital + Impressa

  • Acesse onde e quando quiser.

  • Acesso ilimitado a conteúdos exclusivos sobre macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo, tecnologia e finanças.
  • Acesse onde e quando quiser

  • Acesso ilimitado a conteúdos exclusivos sobre macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo, tecnologia e finanças.

  • Edição impressa quinzenal.

  • Frete grátis

R$ 15,90/mês

R$ 44,90/mês

Plano mensal Revista Digital

Acesse ilimitado a conteúdos exclusivos sobre macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo, tecnologia e finanças.

ASSINE

Plano mensal Revista Digital + Impressa

Acesse ilimitado a conteúdos exclusivos sobre macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo, tecnologia e finanças + Edição impressa quinzenal com frete grátis.

ASSINE