Brasil

Após 15 dias, Programa Celular Seguro tem mais de 1 milhão de usuários cadastrados

Com o celular cadastrado no programa, vítimas de furto e roubo conseguem bloquear o aparelho do dispositivo móvel com um único clique. O objetivo da iniciativa é salvaguardar dados do usuário

Durante o cadastro, é necessário que se indique uma pessoa de confiança, para que realize o bloqueio do celular quando o aparelho do titular for extraviado, roubado ou furtado (Supatman/Getty Images)

Durante o cadastro, é necessário que se indique uma pessoa de confiança, para que realize o bloqueio do celular quando o aparelho do titular for extraviado, roubado ou furtado (Supatman/Getty Images)

Estadão Conteúdo
Estadão Conteúdo

Agência de notícias

Publicado em 2 de janeiro de 2024 às 16h51.

Após 15 dias de seu lançamento, o programa Celular Seguro já tem mais de um milhão de cidadãos cadastrados. De acordo com o Ministério da Justiça e Segurança Pública, mais de 750 mil aparelhos foram registrados por meio do site ou do aplicativo da iniciativa, e 690 mil nomes foram incluídos como pessoas de confiança

Até o momento, a ferramenta já recebeu mais de sete mil alertas envolvendo perda, roubo ou furto de aparelhos. Com o celular cadastrado no programa, vítimas de furto e roubo conseguem bloquear o aparelho do dispositivo móvel com um único clique. O objetivo da iniciativa é salvaguardar dados do usuário.

De acordo com o Ministério, o usuário somente precisa informar o Cadastro de Pessoas Físicas (CPF) vinculado à linha telefônica para se cadastrar. A pasta ressalta que não há limite para aparelhos cadastrados.

Durante o cadastro, é necessário que se indique uma pessoa de confiança, para que realize o bloqueio do celular quando o aparelho do titular for extraviado, roubado ou furtado. A própria vítima também pode bloquear o aparelho acessando o site por um computador, por exemplo.

Acompanhe tudo sobre:CelularesRoubosSegurança públicaTecnologia

Mais de Brasil

Pesquisa prefeito Rio: Paes tem 49% e Ramagem, 13%, diz Quaest

Chuvas no RS revelam sítio arqueológico ocupado há cerca de dez mil anos; veja fotos

Governo vai à Justiça contra greve de servidores do INSS

Mais na Exame