Anvisa proíbe fabricação e venda de suplemento vitamínico

Estão suspensos os lotes do Suplemento Vitamínico e Mineral que contenham glicinato de molibdênio, cromo glicinato nicotinato e selênio glicinato

	Suplemento Vitamínico e Mineral, da marca Vitamineral Plus
 (Reprodução/Farmadelivery)
Suplemento Vitamínico e Mineral, da marca Vitamineral Plus (Reprodução/Farmadelivery)
P
Paula LaboissièrePublicado em 07/07/2015 às 16:57.

Brasília - Resolução da Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) publicada hoje (7) no Diário Oficial da União proíbe a fabricação, distribuição e comercialização de todos os lotes do produto Suplemento Vitamínico e Mineral, marca Vitamineral Plus, que contenham glicinato de molibdênio, cromo glicinato nicotinato e selênio glicinato.

De acordo com o texto, as três substâncias não têm segurança comprovada perante a Anvisa para alimentos e ingredientes para consumo humano.

A Agência Brasil não conseguiu contato com a Avert Laboratórios Ltda., fabricante do produto, nem com a Biolab Sanus Farmacêutica Ltda., distribuidora dos lotes do suplemento.