Aloysio Nunes diz que recebeu doação legal de investigado

O senador divulgou nota na qual afirma que recebeu legalmente R$ 200 mil do presidente da UTC, que ficou preso durante 4 meses

O senador Aloysio Nunes (PSDB-SP) divulgou nota hoje (26) na qual afirma que recebeu legalmente R$ 200 mil do presidente da empreiteira UTC, Ricardo Pessoa.

O empresário ficou preso durante quatro meses em função das investigações da Operação Lava Jato. 

De acordo com as reportagens publicadas nesta sexta-feira, o senador é uma das pessoas citadas na delação premiada assinada entre Pessoa e o Ministério Púbico Federal (MPF), que comanda as investigações.

Em nota, o parlamentar reconhece que recebeu a quantia para a sua campanha eleitoral ao Senado em 2010, mas disse que o valor foi legalmente declarado à Justiça Eleitoral.

O senador disse ainda que não conhece o empreiteiro e que não tem nada a esconder.

“Nunca fui procurado por Ricardo Pessoa, nem antes e nem depois da campanha, para patrocinar pleitos junto à Petrobras, uma vez que, entre outras razões, é pública e notória a minha frontal oposição ao governo petista, à sombra do qual esse senhor prosperou.Aliás, não conheço Ricardo Pessoa; nunca o vi mais gordo e muito menos mais magro".

Mais cedo, os ministros da Secretaria de Comunicação Social, Edinho Silva, e da Casa Civil, Aloizio Mercadante, que também foram citados, de acordo com as reportagens, afirmaram que as doações recebidas de Pessoa foram legais e declaradas à Justiça Eleitoral.

Obrigado por ler a EXAME! Que tal se tornar assinante?


Tenha acesso ilimitado ao melhor conteúdo de seu dia. Em poucos minutos, você cria sua conta e continua lendo esta matéria. Vamos lá?


Falta pouco para você liberar seu acesso.

exame digital

R$ 3,90/mês
  • R$ 9,90 após o terceiro mês.

  • Acesse quando e onde quiser.

  • Acesso ilimitado ao EXAME Invest, macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo e tecnologia.
Assine

exame digital anual

R$ 99,00/ano
  • R$ 99,00 à vista ou em até 12 vezes. (R$ 8,25 ao mês)

  • Acesse quando e onde quiser.

  • Acesso ilimitado ao EXAME Invest, macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo e tecnologia.
Assine

Já é assinante? Entre aqui.

Veja também