Aliado de Cunha é escolhido presidente da CMO

O deputado escolhido para presidir a Comissão Mista de Orçamento é investigado pela Operação Lava Jato

	Arthur Lira: o deputado escolhido para presidir a Comissão Mista de Orçamento é investigado pela Operação Lava Jato
 (Luis Macedo / Câmara dos Deputados)
Arthur Lira: o deputado escolhido para presidir a Comissão Mista de Orçamento é investigado pela Operação Lava Jato (Luis Macedo / Câmara dos Deputados)
Por Igor GadelhaPublicado em 17/05/2016 16:06 | Última atualização em 17/05/2016 16:06Tempo de Leitura: 1 min de leitura

Brasília - Após acordo entre PP, PMDB e PR, o deputado federal Arthur Lira (PP-AL) foi escolhido na tarde desta terça-feira, 17, por aclamação, presidente da Comissão Mista de Orçamento (CMO) do Congresso Nacional.

Pelo acordo, um senador do PMDB ficará com a relatoria do Orçamento de 2017. Já o PR indicará o relator da Lei de Diretrizes Orçamentárias (LDO) do próximo ano. Os nomes desses parlamentares, contudo, ainda não foram definidos.

Aliado do presidente afastado da Câmara, Eduardo Cunha (PMDB-RJ), Lira foi o escolhido após PP, PMDB e PR chegarem a acordo sobre que sigla indicaria o presidente.

Os três reivindicavam a indicação usando diferentes interpretações do regimento. O PMDB, por exemplo, queria indicar o deputado Sérgio Souza (PR).

O partido, porém, abriu mão da indicação, pois não conseguiu apoio do PT ao deputado paranaense. Com isso, Souza foi eleito 2º vice-presidente.

Arthur Lira vai substituir a senadora Rose de Freitas (PMDB-ES) no comando da comissão. Por acordo, a presidência e relatoria do colegiado devem ser alternadas anualmente entre deputados e senadores.

No ano legislativo de 2015, Lira foi presidente da Comissão de Constituição e Justiça (CCJ) da Câmara. O deputado é investigado pela Operação Lava Jato.