Com meta de 450 armas por dia, Taurus quer lançar revólver de baixo custo

Fabricante de armas gaúcha redesenha sua operação para aumentar automação no processo de fabricação e consequentemente, reduzir o preço

A fabricante gaúcha de armas Taurus está redesenhando sua operação para lançar o revólver mais barato do mundo. O preço do produto, a definir, será reduzido com o aumento da automação do processo de fabricação. Os funcionários só executarão a última etapa de montagem.

“Os colaboradores não precisarão ajustar as peças com lima ou alicate, por exemplo. Serão padronizadas”, diz Salesio Nuhs, presidente da Taurus.

Com novo maquinário, a expectativa é elevar a capacidade produtiva de revólveres em 55%, para 450 armas ao dia. Começando em janeiro, a mudança deve se completar no segundo semestre de 2020.

Apoie a Exame, por favor desabilite seu Adblock.