Canal de denúncias em expansão na JBS

Programa lançado em 2017 visa a denúncia de corrupção na empresa

A JBS, processadora de carne controlada pela família de Joesley e Wesley Batista, completou em dezembro o treinamento de 99% de seus 110.000 funcionários sobre o código de conduta e ética da companhia.

O programa foi lançado em 2017, depois que altos executivos da empresa e da holding J&F Investimentos assinaram acordos de delação premiada com o Ministério Público confessando participação em atos de corrupção. Em um ano de funcionamento, a linha de denúncias anônimas recebeu 1.860 relatos, dos quais 25% foram considerados procedentes e encaminhados para investigação, resultando em 59 medidas disciplinares: demissões, advertências e suspensões.

Para o treinamento nos demais países em que a JBS opera, o canal confidencial agora está disponível em 11 idiomas. Enquanto isso, os irmãos Batista respondem a processo que pode levar à revisão da delação premiada.

Obrigado por ler a EXAME! Que tal se tornar assinante?


Tenha acesso ilimitado ao melhor conteúdo de seu dia. Em poucos minutos, você cria sua conta e continua lendo esta matéria. Vamos lá?


Falta pouco para você liberar seu acesso.

exame digital

R$ 15,90/mês

  • Acesse onde e quando quiser.

  • Acesso ilimitado a conteúdos exclusivos sobre macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo, tecnologia e finanças.
Assine

exame digital + impressa

R$ 44,90/mês

  • Acesse onde e quando quiser

  • Acesso ilimitado a conteúdos exclusivos sobre macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo, tecnologia e finanças.

  • Edição impressa quinzenal.

  • Frete grátis
Assine

Já é assinante? Entre aqui.

Atenção! A sua revista EXAME deixa de ser quinzenal a partir da próxima edição. Produziremos uma tiragem mensal. Clique aqui para saber mais detalhes.