Bradesco vai transformar Ágora em plataforma de investimentos

No começo de abril, a corretora comprada pelo banco em 2008 vai começar a oferecer fundos de quatro gestoras independentes

O Bradesco decidiu tirar a corretora Ágora, comprada pelo banco em 2008, do marasmo e vai transformá-la numa plataforma de investimentos. No começo de abril, a Ágora vai começar a oferecer fundos de quatro gestoras independentes, Adam, Gávea, Pimco e SPX (hoje, é possível aplicar em ações, títulos de renda fixa, fundos imobiliários e fundos de investimento do Bradesco e da própria Ágora pelo site da corretora).

Os profissionais da Ágora estão sendo treinados para prestar um serviço mais completo de assessoria financeira, e o plano é aumentar a equipe dos atuais 140 para cerca de 170 funcionários até o fim do ano. “A mudança faz parte do projeto do banco de oferecer uma base completa de produtos financeiros aos clientes”, diz Cassiano Scarpelli, vice-presidente do Bradesco. No fim de 2017, o banco passou a oferecer fundos de gestoras independentes a correntistas de alta renda.

Obrigado por ler a EXAME! Que tal se tornar assinante?


Tenha acesso ilimitado ao melhor conteúdo de seu dia. Em poucos minutos, você cria sua conta e continua lendo esta matéria. Vamos lá?


Falta pouco para você liberar seu acesso.

exame digital

R$ 15,90/mês

  • Acesse onde e quando quiser.

  • Acesso ilimitado a conteúdos exclusivos sobre macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo, tecnologia e finanças.
Assine

exame digital + impressa

R$ 44,90/mês

  • Acesse onde e quando quiser

  • Acesso ilimitado a conteúdos exclusivos sobre macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo, tecnologia e finanças.

  • Edição impressa quinzenal.

  • Frete grátis
Assine

Já é assinante? Entre aqui.