Como o mercado de capitais aprende a surfar

"Ao longo dos anos, aprendi que o surfe é um esporte que há a necessidade de estar com o corpo e mente em forma e entender as regras do mar"

Por Bernardo Goldsztajn*

Nos anos 80, eu tive a primeira experiência com o surfe, esporte que virei amante e, até hoje, sigo. No começo, percebi algumas distorções a respeito do esporte e a imagem que ele passava.

Ao longo dos anos, aprendi que o surfe é um esporte que há a necessidade de estar com o corpo e mente em forma, entender as regras do mar, o excesso de concorrentes conhecido como “crowd”; entre tantas variáveis. E o que é mais contundente, é a plasticidade e a beleza do surfe; são apenas poucos segundos em relação ao tempo da arrebentação, o caldo, os momentos que passamos debaixo d´água girando de forma incessante até as águas revoltas passarem. É uma prática de respiração, técnica de apneia e stress.

E o que aprendemos com tudo isso? No surfe, nem tudo é uma constante! O que vemos na televisão representa apenas 15% de todo um esforço, às vezes, pouco recompensado. Como todo esporte, para surfar são dedicadas horas de estudos e, muitas vezes, treinamento não significa boa performance. O importante é se desenvolver mantendo a continuidade, aprender com os erros, manter a humildade e sempre estar disposto a aprender.

Não importa qual esporte você pratique, e não importa o grau de conhecimento que você tenha, o importante é ser extremamente regrado e disciplinado para atingir seus objetivos. Determinação é o nome do jogo, e empenho será o que lhe fará diferenciar dos seus concorrentes.

Com tudo isso, abordamos aqui uma questão: como aprender a surfar no mercado de capitais?

Nos anos 80, eu também tive a primeira experiencia com investimentos, profissão que virei amante, e sigo até hoje. No começo, percebi algumas distorções a respeito da profissão e a imagem que ela passava.

A profissão em si ainda passava a imagem de pessoas despreparadas, sem técnica e despreocupadas com a vida. E para quem não sabe, o mercado financeiro é uma profissão que apesar da belíssima plasticidade quando vemos as imagens, por trás de tudo isso, há a necessidade de estar com o corpo e mente em forma, entender as regras do mercado, os ciclos, as formações de preço, a correnteza e suas variações.

Geralmente, a plasticidade que vemos na televisão representa apenas 15% de todo um esforço, às vezes, pouco recompensado. O importante é se desenvolver mantendo a continuidade, aprender com os erros e desenvolvemos sempre mais habilidades e conhecimento.

Qual é a conclusão que tiramos dessa analogia? Não importa qual esporte você pratique, e não importa o grau de conhecimento que você tenha, o importante é ser extremamente regrado e disciplinado para atingir seus objetivos. Determinação é o nome do jogo, e o empenho será o que lhe fará diferenciar dos seus concorrentes.

*Bernardo Goldsztajn é Head de Wealth Management na Constância Investimentos. Com mais de 20 anos atuando no mercado financeiro, consultor de valores mobiliários pela CVM e formação com MBA pelo IBMEC. A área de Gestão de Patrimônio da Constância Investimentos é independente, com gestão de ativos domésticos e gestão internacional.

Obrigado por ler a EXAME! Que tal se tornar assinante?


Tenha acesso ilimitado ao melhor conteúdo de seu dia. Em poucos minutos, você cria sua conta e continua lendo esta matéria. Vamos lá?


Falta pouco para você liberar seu acesso.

exame digital

R$ 4,90/mês
  • R$ 14,90 a partir do segundo mês.

  • Acesse quando e onde quiser.

  • Acesso ilimitado ao EXAME Invest, macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo e tecnologia.
Assine

exame digital anual

R$ 129,90/ano
  • R$ 129,90 à vista ou em até 12 vezes. (R$ 10,83 ao mês)

  • Acesse quando e onde quiser.

  • Acesso ilimitado ao EXAME Invest, macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo e tecnologia.
Assine

Já é assinante? Entre aqui.

Veja também