Valéria Scarance: “violência contra a mulher é mais do que um olho roxo”

Yasmine Sterea e Valéria Scarance conversam sobre machismo, os diversos tipos de violência contra a mulher, e como combatê-las

Com Valéria Scarance, promotora de justiça e coordenadora do núcleo de gênero do Ministério Público, o tema desta edição do Nosso Olhar são as formas de violência contra a mulher e como combatê-las. 

A conversa começa distinguindo os tipos de violência contra a mulher. Para além da violência física, Scarance elenca outras agressões. “A violência contra a mulher é muito mais sútil do que o olho roxo. E há muitas formas de violência que causam consequências tão severas quanto as físicas e por vezes não deixam marcas. A lei Maria da Penha ela prevê cinco formas de violência, a moral, a psicológica, a sexual, a patrimonial e a física”. 

Yasmine questiona quais são as formas possíveis de identificar estas violências e como a sociedade pode acabar com estas. 

“O machismo é estrutural e estruturante. Ele está presente em todas as todas as estruturas sociais, em empresas, nas escolas, no trabalho, nas famílias, em todas as estruturas que compõem a sociedade. Então como é que a gente muda isso? Identificando esses micromachismos, identificando os nossos machismos e modificando os nossos comportamentos”, diz Scarance.  

A conversa segue sobre o papel das empresas no combate à violência contra a mulher e o estímulo e normalização à violência imposto à sociedade.

Após a gravação da entrevista, no dia 28 de julho, foi sancionada uma lei sobre o crime de violência psicológica contra a mulher. A punição para o crime será a reclusão de seis meses a 2 anos e pagamento de multa. 

O texto incluído no Código Penal caracteriza a violência psicológica como: “Causar dano emocional à mulher que a prejudique e perturbe seu pleno desenvolvimento ou que vise a degradar ou a controlar suas ações, comportamentos, crenças e decisões, mediante ameaça, constrangimento, humilhação, manipulação, isolamento, chantagem, ridicularização, limitação do direito de ir e vir ou qualquer outro meio que cause prejuízo à sua saúde psicológica e autodeterminação”.

As entrevistas do canal estão disponíveis na página do YouTube da Exame, com vídeos novos às quartas-feiras.

Obrigado por ler a EXAME! Que tal se tornar assinante?


Tenha acesso ilimitado ao melhor conteúdo de seu dia. Em poucos minutos, você cria sua conta e continua lendo esta matéria. Vamos lá?


Falta pouco para você liberar seu acesso.

exame digital

R$ 4,90/mês
  • R$ 14,90 a partir do segundo mês.

  • Acesse quando e onde quiser.

  • Acesso ilimitado ao EXAME Invest, macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo e tecnologia.
Assine

exame digital anual

R$ 129,90/ano
  • R$ 129,90 à vista ou em até 12 vezes. (R$ 10,83 ao mês)

  • Acesse quando e onde quiser.

  • Acesso ilimitado ao EXAME Invest, macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo e tecnologia.
Assine

Já é assinante? Entre aqui.

Veja também