Estamos de cara nova! E continuamos com o conteúdo de qualidade.
Nova Exame

TONY ROBBINS revela 3 passos para você conquistar sua independência financeira

O que “independência financeira” significa para você? Conseguir pagar as contas em dia? Não precisar trabalhar nunca mais, curtir a vida e ainda assim não ter que se preocupar com dinheiro? Ter mais tempo para fazer as coisas que você quer e estar com quem realmente gosta, usufruindo de uma renda vitalícia? Apresento a seguir uma resenha adaptada do treinamento “Financial Freedom: 3 Steps to Creating & Enjoying the Wealth […] <div class="read-more"><a href="https://exame.com/rede-de-blogs/mundo-do-dinheiro/2014/08/20/tony-robbins-revela-3-passos-para-voce-conquistar-sua-independencia-financeira/" class="more-link">Leia mais</a></div>

Screen Shot 2014-07-10 at 5.55.05 PM

O que “independência financeira” significa para você? Conseguir pagar as contas em dia? Não precisar trabalhar nunca mais, curtir a vida e ainda assim não ter que se preocupar com dinheiro? Ter mais tempo para fazer as coisas que você quer e estar com quem realmente gosta, usufruindo de uma renda vitalícia?

Apresento a seguir uma resenha adaptada do treinamento “Financial Freedom: 3 Steps to Creating & Enjoying the Wealth You Deserve” produzido pelo guru Tony Robbins – considerado Top 200 Business Gurus pela Harvard Business Press; Celebrity 100 List of Word’s Most Powerful celebrities pela Forbes Magazine; Entrepreneurs Top 6 Most Desired Business Experts pela American Express. Tony participou do filme Shallow Hal (O amor é cego) e é coach dos principais homens/mulheres de negócios do mundo.

A psicologia da riqueza

Cada um de nós possui recursos internos fabulosos que se não forem despertados permanecerão adormecidos por toda a vida. A riqueza está intimamente ligada a mentalidade (e convicções) de um  indivíduo.

O foco na escassez (naquilo que falta, no que não se tem) causa um padrão limitante, capaz de arruinar seu futuro financeiro.

Via de regra, o que parece impossível a curto prazo torna-se muito possível a longo prazo, se você persistir. Isso também se aplica ao processo de enriquecimento! Para ter êxito – praticamente em qualquer área da vida – é preciso disciplina e paciência (tempo).

A fórmula para a independência financeira

A verdade é que você nunca vai conquistar sua independência financeira através do seu salário (única e exclusivamente) – salvo raríssimas excessões. Então, qual é a solução? O plano é criar uma Money Machine (máquina de fazer dinheiro), uma maneira de “ganhar dinheiro enquanto você dorme”, de modo que você não estará mais trocando um dos mais valiosos recursos da sua vida: o seu TEMPO, por dinheiro. (Sem contar que o “tempo” é um recurso escasso, todos nós possuímos apenas 24 horas por dia, precisamos buscar alternativas de “escalar o nosso tempo”).

Os 3 passos para a conquista da independência financeira são:

1. Gaste menos do que você ganha e invista a diferença.

2. Reinvista os retornos (dos seus investimentos) … e permita que o efeito das taxas compostas – que propicia o crescimento exponencial do montante investido – se propague.

3. Acumule uma massa crítica de capital (investido) capaz de criar a renda anual que você deseja.

As pessoas que obtêm o sucesso financeiro são as que separam uma determinada porcentagem da sua entrada de caixa (salário, comissões, etc) mensalmente, investem e continuam a reinvestir os lucros até conquistarem uma fonte de rendimentos que seja o suficiente para cobrir todas as suas necessidades, sem precisar continuar a trabalhar.

A capitalização de juros compostos (o tal “juros sobre juros”) faz com que o tempo e o dinheiro trabalhem para você, de forma que quanto mais o tempo passa … mais rico você fica.

O ritmo no qual você alcançará sua independência financeira está diretamente ligado ao efeito de “acumulação+multiplicação”, isto é, sua disposição de investir e reinvestir — não gastar — o lucro /rendimento obtido com seus investimentos.

O principal motivo de se poupar / investir – seja na poupança, títulos de renda fixa (públicos ou privados), ações, imóveis, Fundos, etc – é a criação de renda, não de ativos (até por uma questão de liquidez)!

A meta é atingir um patamar no qual o rendimento dos seus investimentos cubram sua segurança financeira, num segundo momento a sua independência (não precisar mais trabalhar para pagar suas contas), e por fim, sua liberdade (riqueza, o dinheiro não vai mais definir as suas escolhas). Para que isso seja possível, você deve atingir uma massa crítica de capital, cujos rendimentos (apenas) sejam capaz de lhe proporcionar a tão almejada independência financeira.  Ou seja, a única razão de investir é para que você obtenha uma renda permanente e vitalícia.

A técnica dos “3 baldinhos”

A essa altura você deve estar pensando … “eu adoraria colocar esse plano em ação, mas como saber onde / em que investir?”. 

Vou te apresentar um conceito que aprendi e desenvolvi nesses 20 anos trabalhando no mercado financeiro com gestão de patrimônio: Asset Allocation, ou, Alocação de Ativos.

Tony define esse conceito de uma forma bem simples. Você deve alocar seu capital em 3 “baldinhos” *:

Security Bucket (“baldinho da Segurança”): aqui deve estar boa parte dos seu capital. Representa uma classe de ativos que oferece retornos relativamente interessantes (levando-se em conta o nível da taxa de juros no Brasil), mas, com menor potencial de valorização E menor risco. Como, por exemplo, dinheiro (cash), poupança, veículos de renda fixa, previdência privada, seguro de vida.

Growth Bucket (“baldinho do Crescimento”): envolve investimentos de maior risco, como: ações, derivativos, operações de crédito, etc. Nesse caso, a possibilidade de retorno é infinitamente maior e se concretizará SE a operação for bem sucedida. Por outro lado, a perda será bem maior (ou total) se tudo der errado. Como diz o ditado: quanto maior o risco, maior (a possibilidade de) o retorno.

Dream Bucket (“baldinho dos Sonhos”): coisas materiais que você gostaria de possuir (casa na praia, viagem de volta ao mundo, carrão do ano, iate, ser dono de um time de futebol, etc). Tudo que não é uma necessidade, mas, que te traria satisfação / realização pessoal.

* Quanto do seu capital total (%) deve ser alocado a cada “baldinho”? Essa é uma decisão bem importante. Além do seu apetite por risco, esse percentual está diretamente ligado ao estágio de vida em que você se encontra. Tenha em mente que quanto mais jovem você for … mais pode arriscar, já que terá mais tempo para recuperar uma eventual perda.

 ♦

Repare que as dicas de Tony Robbins não diferem muito do que já foi dito lá atrás por Wallace D. Wattles em “A Ciência Para Ficar Rico”, ou posteriormente por Napoleon Hill em “Pense e enriqueça”, ou recentemente por Robert T. Kiyosaki em “Pai rico para pobre”, entre tantos outros. Você já sabe o que deve fazer, agora, é só uma questão de colocar em prática!

LEMBRE-SE,  a verdadeira riqueza é um sentimento: uma sensação de abundância absoluta!

Gostou do conteúdo? Para ser avisado quando publicarmos um novo artigo no Blog cadastre-se aqui e não perca nada! 

Sugestão de temas, perguntas ou comentários podem ser enviados através do espaço abaixo.

Cláudia Augelli

Leia também:

Oportunidades da economia digital ou Como Conrado Adolpho fez R$ 1 milhão em 10 dias

Roger (Ultraje) não almeja ser multimilionário: “dá muito trabalho”

Kéfera Buchmann dá dicas de como ganhar dinheiro com a internet

Especial Warren Buffett | A maior reunião de acionistas do mundo (Parte 2)

Especial Warren Buffett | A maior reunião de acionistas do mundo (Parte 1)

Ricardo Bellino, o empreendedor serial

Rafinha Bastos revela onde investe seu dinheiro (e dá ÓTIMAS dicas)

Flávio Augusto DA SILVA, o empresário mais admirado do Brasil

Banda RESTART fala sobre cifras & cifrões | A rentável indústria da música

Como investir em imóveis em Miami | Um guia completo

Rolezinho com Nassim Taleb

Pedro Andrade fala sobre sucesso e dinheiro 

Onde investir em 2014? Investimento em obras de arte

Obrigado por ler a EXAME! Que tal se tornar assinante?


Tenha acesso ilimitado ao melhor conteúdo de seu dia. Em poucos minutos, você cria sua conta e continua lendo esta matéria. Vamos lá?


Falta pouco para você liberar seu acesso.

exame digital

R$ 4,90/mês
  • R$ 14,90 a partir do segundo mês.

  • Acesse quando e onde quiser.

  • Acesso ilimitado ao EXAME Invest, macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo e tecnologia.
Assine

exame digital anual

R$ 129,90/ano
  • R$ 129,90 à vista ou em até 12 vezes. (R$ 10,83 ao mês)

  • Acesse quando e onde quiser.

  • Acesso ilimitado ao EXAME Invest, macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo e tecnologia.
Assine

Já é assinante? Entre aqui.

Veja também